Recorde histórico do Nurburgring caiu 35 anos depois

  • Redação Autoportal
Porsche 919 Híbrido Evo bate recorde do Nurburgring-Nordschleife

A partir desta sexta-feira há um novo recorde do Circuito de Nurburgring. 5 minutos e 19.55 segundos foi o tempo que o Porsche 919 Híbrido Evo pilotado por Timo Bernhard para percorrer os 20,832 km do traçado do Nurburgring-Nordschleife – a versão mais longa do circuito incluindo o anel norte.

O Porsche 919 Híbrido LMP1 tricampeão mundial de Endurance, que se retirou esta época para se dedicar na sua versão «Evo» a fazer uma digressão mundial de tributo e a bater recordes – como já o tinha feito em Spa –, percorreu o «Inferno Verde» a uma velocidade média média de 233,8 km/h.

Timo Bernhard – duas vezes campeão mundial de Endurance com o 919 Híbrido e cinco vezes vencedor das 24 Horas de Nurburgring – tirou 51.58 segundos a um recorde que tinha 35 anos. Em 1983, Stefan Bellof estabeleceu a marca em 6m11.13s ao volante do Porsche 956 C nos treinos para as 1000 Horas de Nurburgring.

Bellof é um “gigante” para Bernhard, cujo “respeito” pelo piloto já falecido “aumentou ainda mais” quando é tida em conta a “tecnologia” de há 35 anos.

“É um grande momento para mim e para a equipa: a cereja no topo do bolo do programa do 919. O Evo foi preparado de forma perfeita e eu fiz a minha melhor volta. Graças à pressão aerodinâmica, fiz secções com o acelerador a fundo como nunca imaginei. Estou bastante familiarizado com o Nordschleife, mas hoje conheci-o de uma maneira nova.”

O recorde estabelecido pela forma oficiosa ao não ter sido feito em competição escreve mais um capítulo numa das pistas mais famosas do mundo. E a Porsche deixa-o acompanhar Bernhard na realização desta volta histórica no «Inferno Verde».

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais