FIA quer mais justiça nas Power Stage do WRC

Sebastien Ogier
Sebastien Ogier.

Créditos: Jaanus Ree/Red Bull Content Pool

A FIA confirmou a mudança no regulamento do WRC, de modo a conter a abordagem tática das equipas durantes as Power Stages.

Alguns concorrentes atrasaram sua pontuação para a última etapa do Rali da Suécia e do México, com a intenção de se posicionarem melhor na ordem de partida da Power Stage, conseguindo assim uma melhor aderência nas etapas desbravadas pelos primeiros concorrentes.

Ora, isso vai mudar já a partir do Rali da Córsega. A partir deste fim de semana, um concorrente que não iniciar a Power Stage na sua ordem normal de partida não será elegível para somar pontos, se ficar entre os cinco primeiros classificados da especial.

"Após votação do Conselho Mundial de Automobilismo, os concorrentes que não iniciarem a Power Stage na ordem indicada não poderão pontuar, de acordo com o Artigo 5.3.2 do Regulamento Desportivo da FIA WRC”, explicou a FIA em comunicado.

"Esta mudança no regulamento tem efeito imediato por razões de segurança e evitará pontuações tardias intencionais que aumentem a distância entre concorrentes, limitem o movimento dos espectadores [nos troços] na ausência de carros e para ignorar a ordem de partida da Power Stage", sublinha a entidade que gere o desporto automóvel.

Nota que pilotos como Sébastien Ogier, Ott Tanak e Thierry Neuville já colocaram a estratégia das Power Stage em prática este ano. Os três partiram fora da ordem normal, beneficiando da larga distância para os pilotos que arrancaram em primeiro.

Comentários

Veja mais