Vettel: “Para mim é claro, o meu maior inimigo sou eu”

  • Redação Autoportal
Sebastian Vettel (Lusa)
Sebastian Vettel (Lusa)

Sebastian Vettel está a 30 pontos de Lewis Hamilton na luta pelo título mundial de Fórmula 1 foi confrontado com as suas possibilidades e com os erros que cometeu nesta época. O piloto alemão da Ferrari assume boas oportunidades de chegar ao triunfo e aponta para si quando faz depender a base para a vitória.

“Acho que é bastante claro para mim. Penso que o [meu] maior inimigo sou eu. Temos um grande carro, eu tenho algo com que desfrutar e temos todas as hipóteses de fazer à nossa maneira”, afirmou Vettel nesta quinta-feira que antecede o GP de Singapura de F1, citado pelo «Formula1.com».

Sem esquecer que Lewis Hamilton “é o líder [da classificação] neste momento”, o alemão frisa a necessidade de olhar para dentro: “Ainda temos muito boas hipóteses e, como disse, nós seremos o nosso primeiro inimigo e não ele como uma pessoa ou eles como uma equipa.”

“Acho que temos de tomar conta de nós. Se fizermos o que temos de fazer temos uma boa hipótese de fazer bem e vencer corridas”, reforçou o tetracampeão mundial negando insatisfação elo seu trabalho feito até agora.

Vettel afirma que ”é normal ter feito muitas corridas e sentir que se podia ou devia ter feito melhor por várias razões”, mas, mesmo não esquecendo que “a pior foi a da Alemanha”, o germânico também vê pontos positivos: “Também houve outras corridas onde não deveríamos ter estado tão bem e estivemos.”

VEJA TAMBÉM:

Fórmula 1: os horários do GP de Singapura

Comentários

Veja mais