WRC está de volta com a dureza do Rali da Sardenha

  • Redação Autoportal
Thierry Neuville
Thierry Neuville

O Rali da Sardenha é a sétima etapa do WRC 2018 e é também uma das provas mais duras do calendário do Mundial de Ralis com as suas duras e estreitas estradas de gravilha.

De quinta-feira a domingo, os pilotos do WRC farão 20 especiais num total de 314,36 km cronometrados – com 36,51 km dos troços em estreia.

Se no primeiro dia a ação fica pela superespecial de 2 km «Ittiri Arena Show», na sexta-feira já serão oito as especiais cronometradas com passagens duplas por quatro troços.

Mas é no sábado que se chega ao dia mais longo do Rali da Sardenha, com menos uma especial do que na véspera, mas com um total de146,14 km de troços cronometrados.

Para o domingo estão guardadas quatro especiais com duas passagens duplas por dois troços sendo que a última fecha a prova como Power Stage.

O Mundial de Ralis é liderado ao final de seis rondas por Thierry Neuville (Hyindai i20) tendo o vencedor do Rali de Portugal mais 19 pontos do que Sébastien Ogier (Ford Fiesta) e mais 37 do que Ott Tänak (Toyota Yaris).

Comentários

Veja mais