F1: separação da McLaren é uma «vergonha» para a Honda

Masashi Yamamoto e Katsuhide Moriyama
Masashi Yamamoto e Katsuhide Moriyama

Os responsáveis da Honda comentaram em Singapura o final da parceria com a McLaren assumindo uma «vergonha» pelo desfecho. A fabricante japonesa vai trabalhar com a Toro Rosso em 2018 e aponta a resultados que ambicionam o pódio.

OFICIAL: McLaren troca Honda pela Renault a partir de 2018

«A Honda sempre quis continuar com a McLaren e procurar [ter] com eles bons resultados, por isso é para nós uma pena e uma vergonha a de deceção de termos de nos separar», afirmou na conferência de imprensa após os segundos Treinos Livres desta sexta-feira Masashi Yamamoto, o diretor de competição da Honda, citado pela «Marca».

O levantar da cabeça foi feito pelo diretor de operações da marca japonesa, Katsuhide Moriyama, falando do «prazer desta nova relação com a Toro Rosso, uma equipa com energia jovem e que procura o futuro».

E, esse, para Moriyama é ambicioso: «O espírito da Honda vai voltar e no ano que vem o nosso objetivo será poder estar a lutar entre os três primeiros.»

Toro Rosso e Honda fazem «acordo de vários anos»

Comentários

Veja mais