Byton Concept é a promessa do Oriente

Byton Concept é sério concorrente para a Tesla

Poucos dias antes da abertura da maior feira especializada em novas tecnologias (CES 2018), onde as construtoras reforçam a sua presença de ano para ano, uma empresa chinesa chamada Byton chega para triunfar.

Ainda sem produto final, a Byton apresentou um concept de veículo semi-autónomo sob a forma de crossover coupé. Com 4.85m de comprimento e enormes rodas de 22 polegadas, o Byton Concept é 100% elétrico e foi projetado como um objeto conectado, como um Tesla.

Em termos de funcionalidade, inclui, por exemplo, um sistema de reconhecimento facial que pode desbloquear as portas através de câmaras integradas nos batentes das portas ou um sistema de controlo gestual. A bordo, condutor e passageiro serão recebidos num habitáculo repleto de ecrãs digitais de até 125 x 25 cm. Este universo hipersofisticado oferece serviços infinitos tais como o estado físico do condutor através do cálculo da frequência cardíaca, peso, saturação de oxigénio, etc.

Dependendo da ficha técnica e da versão escolhida, o Byton pode oferecer uma autonomia mais de 500 quilómetros capaz de recarregar a bateria em 15 ou 30 minutos. Melhor, contará com uma autonomia de "nível 3", permitindo certas funções não tripuladas e pode ser "nível 4" para uma função quase autónoma a partir de 2020.

"Será o veículo mais avançado do mercado a partir de 2019", garantiu Carsten Breitfeld, presidente da Byton e ex-CEO da BMW. Pois é, a Byton é liderada por ex-líderes da Tesla, BMW, Apple e Google e tem o apoio de mais de 160 milhões de euros oriundos de um fundo de investidores, incluindo a gigante chinesa de tecnologia Tencent.

Com tantos pontos positivos, será a Byton a construtora do futuro? As probabilidades de se tornar numa concorrente séria à Tesla são reais, a começar pelo preço anunciado do futuro carro de produção: 45 000 €.

Contudo, há que lembrar que as promessas não pagam dívidas. O discurso confiante de Breitfeld relembra as palavras determinadas de Elon Musk, diretor da Tesla que hoje em dia se debate para concretizar as entregas do Model 3. É que a Byton promete não ficar pelo crossover. Uma carrinha e um monolugar estão nos planos para 2021 e 2022.

 

Comentários

Veja mais