Mercedes garante que Halo "pode suportar peso de um autocarro"

Halo
Halo

Em estreia absoluta na Fórmula 1, o Halo (sistema de proteção para a cabeça dos pilotos) pode não agradar a toda a gente, mas promete salvar vidas.

O objetivo deste dispositivo de segurança é desviar objetos grandes da trajetória da cabeça do piloto, como aconteceu nos acidentes fatais de Henry Surtees ou Justin Wilson.

Do ponto de vista aerodinâmico, é, no entanto, uma revolução e um verdadeiro desafio. James Allison, diretor técnico da equipa da Mercedes F1 explicou alguns detalhes em vídeo.

"Não é uma peça leve, são vários quilos de titânio que se acrescentam ao monolugar", assegurou. "São necessárias modificações para integrá-lo, garantindo que o carro permaneça abaixo do limite de peso”, explicou Allison que descreveu a resistência desta estrutura de forma…curiosa.

 

"Se não é leve, também é porque está sujeito a um grande peso. Tivemos que reforçar o design do chassis para que ele possa suportar o peso de um autocarro londrino de dois andares. Temos de ter a certeza de que é forte o suficiente em qualquer situação", garantiu.

Espera-se uma evolução natural do Halo nos próximos anos, tanto por razões aerodinâmicas como estéticas.

"Esta é a primeira geração do Halo e não será a última. Nada se mantém igual na F1 por muito tempo. Vamos pegar nesta primeira versão e tentar melhorá-la, tentar melhorar a segurança, mas também a estética. De resto, é uma questão de hábito”, frisou Allison. "Mas, eu tenho certeza que existem coisas que podemos fazer nas próximas temporadas para fazer com que ela pareça melhor no carro. A necessidade de segurança do motorista e o nosso desejo de ter carros com atitudes estéticas motiva-nos a continuar a desenvolver este conceito nos próximos anos", concluiu.

Como irá o Halo integrar-se na carroçaria do W09? Iremos descobrir no dia 22 deste mês.

 

Comentários

Veja mais