Bruno Magalhães: "Fizemos omeletas sem ovos"

| Lusa
Bruno Magalhães pede mais apoios
Bruno Magalhães pede mais apoios

Bruno Magalhães, vice-campeão europeu de ralis, mostrou-se hoje contente com o desempenho na prova, mas pediu mais apoios das empresas portuguesas, de forma a almejar resultados melhores e mais consistentes.

Estamos contentes, fizemos omeletas com poucos ovos", começou por afirmar à Lusa, na chegada ao aeroporto de Lisboa, após ter conseguido, no dia 07 de outubro, o segundo posto do campeonato da Europa.

Bruno Magalhães admitiu que só facto de participar nas oito provas do campeonato "excedeu" as expectativas, tendo em conta que, inicialmente, pensava apenas em participar na primeira corrida, que teve lugar nos Açores, em março, e que acabou por ser vencida pelo piloto luso e pelo navegador Hugo Magalhães.

Tivemos a sorte e a capacidade de ganhar e, a partir daí, as coisas começaram a surgir naturalmente. Nunca tinha feito um campeonato inteiro, devido às dificuldades orçamentais e em arranjar apoios. Estivemos na luta até à última prova e foi uma pena o que aconteceu, mas são contingências", disse, referindo-se ao acidente que teve na última etapa, na Letónia, do qual saiu com uma fissura numa vértebra.

Por outro lado, Bruno Magalhães revelou o desejo de conseguir reunir "apoios de mais empresas portuguesas", de forma a conseguir continuar a competir no Europeu.

Temos mais apoio estrangeiro do que português. Tenho-me esforçado para arranjar patrocínios nos últimos anos, mas sei como funcionam as coisas em Portugal. Infelizmente, não é por mérito que se conseguem os patrocínios. Que este resultado nos abra outras portas. Os patrocinadores atuais estão contentes com o que fizemos. É importante mantê-los, mas, para fazer coisas melhores, tenho de angariar novos e é disso que vou à procura", salientou.

O acidente de Magalhães deu-se na sexta e penúltima especial (Cidade de Liepaja 1, em 1,69 quilómetros). Ao entrar numa curva com o piso totalmente coberto de água, o português perdeu o controlo do veículo e embateu com muita força numa árvore, ficando com o carro destruído e impossibilitado de continuar a prova.

Bruno Magalhães iniciou o Rali da Letónia ainda com esperança de chegar ao título de campeão da Europa, apesar de iniciar a jornada em segundo, 24 pontos atrás do polaco Kajetan Kajetanowicz, que acabou por conquistar o título pelo terceiro ano seguido.

Comentários

Veja mais