Dakar 2018: telemetria dá razão a Carlos Sainz

Carlos Sainz - Dakar 2018 (Lusa)
Carlos Sainz - Dakar 2018 (Lusa)

Os comissários do Dakar decidiram retirar a penalização de 10 minutos imposta a Carlos Sainz (Peugeot) na última segunda-feira por “comportamento perigoso” no acidente que envolveu o piloto quads Kees Koolen durante a sétima etapa que ligou La Paz a Uyuni.

A decisão foi tomada depois de analisados os dados de telemetria dos dois veículos: o Peugeot 3008 de Sainz e o quad de Koolen. O Colégio de Comissários concluiu que o espanhol não teve um comportamento perigoso no momento do incidente e tentou mesmo evitar a colisão.

"Carlos avisou Koolen quatro vezes através do Sentinel, seguia a uma velocidade e durante 12 segundos seguiu a uma velocidade entre 50 a 60 km/h e finalmente abrandou a 37 km/h antes de ultrapassar o quad”, explicou Famin.

Carlos Sainz é líder da 40.ª edição do Dakar com o tempo de 36h26m27.

Comentários

Veja mais