Randy Mamola é a nova lenda do Mundial de MotoGP

  • Redação Autoportal
Randy Mamola (Imagem Yamaha Motosport)
Randy Mamola (Imagem Yamaha Motosport)

Randy Mamola, uma das figuras maiores do Mundial de Velocidade, passa a integrar a partir desta sexta-feira a ser uma das lendas do MotoGP.

Mamola iniciou a sua carreira em 1979, alcançando pódios  nas categorias de 250cc e 500cc. Na temporada seguinte, o americano alcançou as suas primeiras vitórias com a Suzuki na categoria 500cc . Em 1981 terminou o campeonato na segunda posição.

Desde que deixou as corridas em 1992, Randy Mamola esteve sempre ligado ao paddock  do MotoGP, desempenhando cargos junto de equipas e pilotos e este ano junta-se a uma galeria de pilotos notáveis e lendas do Mundial de MotoGP como:   Giacomo Agostini, Mick Doohan, Geoff Duke, Wayne Gardner, Mike Hailwood, Daijiro Kato, Eddie Lawson, Anton Mang, Ángel Nieto, Wayne Rainey, Phil Read, Jim Redman, Kenny Roberts, Jarno Saarinen, Kevin Schwantz, Barry Sheene, Marco Simoncelli, Freddie Spencer, Casey Stoner, John Surtees, Carlo Ubbiali, Álex Crivillé, Franco Uncini, Marco Lucchinelli e Nicky Hayden.

A cerimonia de entrada de Randy Mamola no Muro da Fama do MotoGP como teve lugar esta sexta-feira em Austin, no Texas, no arranque do GP das Américas, terceira prova do Mundial.

 “Não esperava esta distinção, foi uma grande surpresa muito agradável quando recebi a chamada. Quando disse à minha mulher e ao meu filho, felicitaram-me mas logo disseram que agora vão ter de viver com uma lenda. Vivi no paddock durante 39 anos. Vi muitas coisas desde que cheguei com 19 anos e é uma honra para mim poder fazer parte deste grupo de pilotos de tanto nível. Creio que sou a  primeira lenda que não é campeão do Mundo”, afirmou Mamola ao MotoGP.com

Comentários

Veja mais