Audi não vai vender a Ducati

Ducati
Ducati

Na sequência do famoso escândalo Dieselgate, que inevitavelmente provocou sérios danos financeiros no grupo Volkswagen, a Audi chegou a ponderar a venda da Ducati. Ora, a construtora alemã acabou por mudar de ideias tendo em vista os bons resultados financeiros dos últimos meses. Segundo o próprio chefe executivo, Rupert Stadler, a Ducati permanecerá na "família".

"Posso garantir que a Ducati pertence à família Audi", frisou em entrevista à Reuters. "A Ducati é a implementação perfeita da nossa filosofia premium no mundo das motos ", sublinhou.

A lendária marca de motos italiana foi comprada em 2012 pela Audi, que ambicionava entrar no mundo das duas rodas, e não de qualquer forma. Três anos depois, o escândalo do Dieselgate explodiu e prejudicou todo o grupo da Volkswagen que viu-se rodeada de dívidas milionárias, processos judiciais, entre outros problemas.

Foi precisamente este escândalo que levou a Audi a pensar nos últimos meses em separar-se da Ducati e vender as ações anteriormente adquiridas ao fundo de investimento italiano InvestIndustrial, para compensar as pesadas despesas. Além da InvestIndustrial, a potencial venda da Ducati chamou atenção da Harley-Davidson, Bombardier e Royal-Enfield.

Comentários

Veja mais