Época de férias e viagens longas: cuidados contra a fadiga ao volante

  • Redação Autoportal
Condutor cansado
Condutor cansado

A época das férias do verão está a chegar e com ela chegam também as viagens longas para muitos condutores e suas famílias. O descanso adequado é uma das formas de combater a fadiga – uma questão de segurança cuja prevenção traz consigo mais alguns conselhos para uma viagem tranquila.

O aviso para um descanso adequado na antecipação de uma viagem longa é feito pela organização para segurança rodoviária GEM Motoring Assist destacando os perigos do cansaço ao volante aumentando os riscos de um acidente pela diminuição da atenção do condutor em relação ao que se passa à volta.

A organização britânica frisa que a capacidade de reação a uma eventual situação perigosa é diminuída pelo cansaço referindo que a fadiga atinge uma percentagem de 20% como causa de acidentes rodoviários na sua totalidade chegando aos 25% no caso dos acidentes fatais ou graves.

“Um acidente relacionado com fadiga tem cerca de 50 por cento mais de possibilidades de resultar em morte ou lesões graves simplesmente porque um condutor que tenha adormecido ao volante será incapaz de reduzir a velocidade ou mudar de direção para evitar um choque. As consequências podem ser devastadoras.”

Neil Worth lembra que “ninguém adormece sem passar por vários sinais de cansaço ou distração que são reconhecíveis” como “dificuldade em focar-se na condução”, “bocejar constantemente e esfregar os olhos com frequência”. Num estado mais avançado do cansaço, o responsável da GEM destaca a “desconcentração na condução”, o “deslocar-se para a esquerda ou para direita”, “abrandar sem dar por isso”, ou até mesmo “não recordar o que aconteceu minutos antes”.

“Nesta altura, a capacidade para conduzir fica seriamente diminuída e é vital parar de forma segura assim que possível. Uma sesta rápida ou uma bebida à base da cafeína podem ajudar a curto prazo, mas nunca devem ser substitutos aceitáveis para o descanso adequado”, explica Worth.

O responsável da GEM adverte que “se está cansado deve parar e descansar de forma adequada” e a organização de segurança rodoviária sintetiza um conjunto de conselhos a seguir para se ter uma viagem longa sem cansaço a interferir:

-Ter uma boa noite de sono na véspera de uma viagem longa;

-Sair com a antecedência necessária para não ter pressões com horários de chegada;

-Evitar conduzir sozinho durante distâncias longas partilhando a condução e detetando eventuais sinais de cansaço na pessoa que está ao volante;

-Descansar pelo menos 15 minutos a cada duas horas ou 150 km de condução: sair do carro, fazer algum exercício, esticar as pernas ou andar e, se necessário ingerir alguma bebida com cafeína;

-Não abusar da condução noturna evitando guiar em alturas em que normalmente estaria a dormir.

Comentários

Veja mais