Honda está a desenvolver um robô “herói de resgates”

E2-DR: o robô da Honda
E2-DR: o robô da Honda. Foto: YouTube IEEE Spectrum
partilha

O E2-DR é o robô da Honda que está a ser desenvolvido para ajudar a resolver questões que para os humanos são difíceis ou de grande perigo no que toca a desastres naturais como furacões e tremores de terra, por exemplo.

Esta máquina, apresentada na Conferência Internacional de Sistemas e Robôs Inteligentes, em Vancouver, tem um corpo como o dos humanos e promete vir a ser o “heróis dos resgates”.

É um aparelho forte, resistente e que consegue passar bem em ambientes agrestes.

Pesa 85 quilos, mede 1,68 metros e consegue trabalhar de forma continua durante 90 minutos antes que se lhe acabam as energias nas baterias.

Este robô não tem grande flexibilidade nas mãos porque a Honda prefere deixar essa aptidão para um bot mais especializado. Ainda assim, esta é uma máquina que tem agilidade suficiente para percorrer espaços apertados bem como locais com detritos e pavimento acidentado.

O dorso do E2-DR permite-lhe uma rotação de 180 graus, o que facilita escaladas íngremes. Tem ainda a capacidade de se limpar a si próprio enquanto opera para que a sujidade não afete as engrenagens.

Tem cinco olhos e uma câmara monocular com um flash LED integrado e uma câmara stereo com um projetor de luz infravermelha. É a prova de água e poeiras e consegue “sobreviver” em temperaturas desde os 10º C negativos e os 40º C.

A novidade é interessante, mas a Honda ainda não está pronta para deixar o E2-DR ir até aos locais de desastres ajudar os operacionais porque falta-lhe aprender a lidar com detritos que o podem derrubar ao caírem.

Comentários

Veja mais