Quatro mulheres de moto querem alcançar novo recorde de volta ao Mundo

  • Redação Autoportal
Grizzly Race Team

É já na próxima segunda-feira que quatro mulheres oriundas de quatro países distintos vão tentar bater o recorde da volta mais rápida ao mundo de moto.

Trata-se do «Women’s World Record Race 2018» um evento organizado pelo Grizzly Race Team, que pretende bater o recorde alcançado em 2014, pela motociclista Urs Pedraita, que realizou uma volta ao Mundo em 16 dias, 12 horas e 19 minutos para percorrer 24.742,055 km.

No desafio deste ano são quatro as mulheres que vão tentar estabelecer uma nova marca para o Guinness World Book of Records, Faith Ahlers de 45 anos de idade dos Estados Unidos da América, que vai estar aos comandos de uma Indian Chieftain Dark Horse, a suíça Isa Müller, de 43 anos, numa BMW S 1000R, Anita Fastl, de 48 anos, da Áustria, com uma Honda Africa Twin CRF1000L, e russa Tatiana Igushina de 29 anos de idade numa Ducati Scrambler 1100.

As quatro motociclistas vão ter de atravessar 16 países, com paragens programadas, sem qualquer assistência ou viatura de apoio.

Antes da partida para a aventura as quatro deixaram já a mensagem que o seu objectivo é simples: “Inspirar as novas gerações de mulheres, de todas as origens, a arriscarem-se a sair das suas zonas de conforto, e seguirem em busca da realização dos seus sonhos.”

Comentários

Veja mais