F1: Sauber confirma saída da diretora, desmente desigualdade entre pilotos

Monisha Kaltenborn e Peter Sauber
Monisha Kaltenborn e Peter Sauber

A Sauber emitiu dois comunicados a pronunciar-se sobre as notícias da véspera, nomeadamente, confirmando a saída da diretora e da equipa e desmentido que haja desigualdade no tratamento entre os seus pilotos – motivo que tinha sido relacionado com a saída de Monisha Kaltenborn.

F1: diretora da Sauber sai nas vésperas do GP do Azerbaijão

Os donos da Sauber, a Longbow Finance, anunciou que Kaltenborn «deixa as suas posições [de diretora da equipa de F1 e CEO] na Sauber com efeitos imediatos» e que a separação acontece «por mútuo acordo e devido a visões divergentes sobre o futuro da companhia».

Num outro comunicado «os donos e a direção da Sauber refutam as notícias divulgadas e especulativas» de que os pilotos Marcus Ericsson e Pascal Wehrlein «não têm sido» e «não são tratados de forma igual».

Desmentindo que uma prevalência de tratamento do sueco sobre o alemão estivesse entre os motivos da saída de Kaltenborn, o comunicado frisa que esta alegação «não só é falsa, como seria contrária ao compromisso de longa data da equipa para com a competição» funcionando em «detrimento tanto de Marcus Ericsson e Pascal Wehrlein como da dieção e dos funcionários da Sauber».

Comentários

Veja mais