Vitória nas 24 Horas de Daytona é de Albuquerque e Barbosa

  • Pedro Calhau
Filipe Albuquerque e João Barbosa vencem as 24 Horas de Daytona

Filipe Albuquerque e João Barbosa são os vencedores das 24 Horas de Daytona.

O Cadillac DPi #5 dos dois pilotos portugueses e de Christian Fittipaldi dominou esta clássica do automobilismo que, na sua 56.ª edição, abriu o campeonato de endurance da América do Norte.

Partindo do terceiro lugar da grelha, Filipe Albuquerque arrancou bem e cedo chegou à liderança da corrida; uma liderança que o carro dos portugueses manteve praticamente do princípio ao fim apesar dos problemas de aquecimento nas últimas horas da prova.

Fittipaldi passou um mau bocado quando choveu durante a noite, com o Cadillac #5 da Action Express a deixar o primeiro lugar com as paragens nas boxes, mas onde a estratégia para reparar o carro, como mudar os travões, por exemplo, resultou na perfeição.

O piloto de Coimbra voltou a retomar a liderança e Barbosa acabou por cimentá-la com Albuquerque a cruzar a linha de meta com 1m10.544s (quase uma volta) à frente do Cadillac DPi #31 (também da Action Express) guiado por Stuart Middleton.

No terceiro lugar do pódio ficou o Oreca LMP2 #54 de Colin Braun.

Numa prova com cinco portugueses presentes, António Félix da Costa conseguiu cruzar a meta no quinto lugar da classificação geral, não obstante os problemas que o Oreca LMP2 #78 da equipa Jackie Chan DC Racing Jota teve ao longo da prova.

Mais para trás ficaram os pilotos de Formula 1 presentes na categoria principal. O Oreca LMP2 #37 da equipa de lance Stroll terminou no 11.º lugar dos protótipos e o Ligier LMP2 #23 de Fernando Alonso ficou pelo 13.º posto da classe – mas, na classificação geral, ambos ficaram para trás de vários carros das categorias inferiores, respetivamente nos 15.º e 38.º lugares.

A brilhar nos GTD estava Álvaro Parente, com o piloto português a cruzar a meta com o Acura NSX GT3 #86 na segunda posição da categoria (22.º da geral) perdendo o triunfo para o Lamborghini Huracán GT3 #11 de Mirko Bortolotti.

O Ferrari 488 GT3 da equipa de Pedro Lamy ficou classificado no 21.º posto entre os GTD depois de uma saída de pista de Paul Dalla Lana ter danificado muito carro ficando colocado no 44.º lugar da geral numa tabela com 50 competidores.

Comentários

Veja mais