Apanhado sem carta, mas com “óculos, aparelho auditivo” e... a abrir

  • Redação Autoportal
Mossos d'Esquadra (Reuters)
Mossos d'Esquadra (Reuters)

A Polícia da Catalunha deteve na sexta-feira dia 4 deste mês um homem em excesso de velocidade que rodava a 181 km/h numa zona com o limite máximo de 120 km/h. Mas este não era um condutor (tão) igual a tantos outros...

A primeira incidência atestada pelos Mossos d’Esquadra em comunicado do passado sábado era que este homem não tinha carta de condução. E «já» “não tinha carta de condução devido à perda de pontos” em infrações anteriores.

Numa ação de controlo de velocidade realizado na autopista C-32 na zona de Cubelles, a divisão de trânsito dos Mossos detetou um “turismo a uma velocidade de 181 km/h estando a via limitada naquela secção a 120 km/h”.

Os agentes fizeram o carro parar “observando então que o condutor, que estava sozinho, era uma pessoa de idade, especificamente, um homem nascido em 1929”. Os polícias verificaram depois que o homem de nacionalidade espanhola com 88 anos de idade já “tinha perdido todos os pontos da sua carta de condução e que não foi a primeira vez em que os perdeu”.

No comunicado difundido, os Mossos destacaram também que o infrator “usa óculos, um aparelho auditivo e tem dificuldades de locomoção”. Os agentes remeteram depois para as autoridades judiciais esta ocorrência considerada pelos serviços de trânsito locais como “muito grave com uma multa pecuniária de 500 euro e a perda de seis pontos na carta” – para quem ainda a tem...

Comentários

Veja mais