Elon Musk apanha funcionário a fazer sabotagem na Tesla

  • Redação Autoportal
Elon Musk (Reuters)
Elon Musk (Reuters)

Elon Musk descobriu que um funcionário da Tesla praticou atos de sabotagem contra a sua companhia fabricante de veículos, quer adulterando informação interna quer passando dados para terceiros.

Sob o «assunto: “Algumas notícias preocupantes”», Musk enviou aos seus funcionários (perto da meia noite de sexta-feira, na hora local) um e-mail, divulgado pela «CNCB», a relatar a sua descoberta.

“Fiquei atónito ao descobrir neste fim de semana que um empregado da Tesla tinha praticado sabotagem bastante extensa e prejudicial para as nossas operações. Isto inclui fazer alterações diretas em códigos do Sistema Operativo de Fabrico da Tesla sob nome de utilizador falsificados e exportar grandes quantidades de dados altamente sensíveis da Tesla para terceiras partes desconhecidas.”

Mas o dono da Tesla não sabe ainda a extensão dos atos de sabotagem frisando que “a total extensão destes atos ainda não é clara” e que o que funcionário em questão “admitiu até agora é bastante mau”. “Ele declarou que a sua motivação foi por querer uma promoção que não recebeu”, acrescenta Musk na missiva.

O empresário e filantropo sul-africano adverte, porém, que “esta situação pode significar muito mais do que esta à vista” e que “a investigação irá continuara ser aprofundada” para “perceber se ele estava a agir sozinho na Tesla ou com outros e se estava a agir com organizações exteriores”.

Musk lembra aos seus funcionários que “há uma longa lista de organizações que querem que a Tesla morra” e enumera uma lista que vai desde os investidores da bolsa que já perderam milhões de dólares e “estão sujeitos a perder bastante mais”, passando pelas “empresas de petróleo e gás, a mais rica indústria do mundo”, até “a multitude de grandes empresas competidoras de carros a gás ou diesel”.

“Se eles estão dispostos a enganar tanto sobre as emissões, talvez estejam dispostos a enganar de outras formas?”, pergunta o dono da Tesla. Referindo a seriedade do que está em causa, Musk pede aos seus funcionários que estejam “muito vigilantes” nos tempos próximos em que “a taxa de produção” do Tesla Model 3 para subirá para os “5 mil carros por semana”.

VEJA TAMBÉM:

 

Comentários

Veja mais