Novo furgão da PSA vai pagar classe 1 nas portagens

  • Redação Autoportal
Grupo PSA
Grupo PSA

O furgão comercial ligeiro, com nome de código K9, que será produzido pelo grupo PSA (Peugeot, Citroen, DS e Opel) na fábrica de Mangualde vai contar como classe 1 e pagar menos de portagem ainda em 2018, apesar das características (tem mais de 1,10 metros de altura). Aliás, a regra irá abranger todas as viaturas com características idênticas, de outras marcas .

A garantia foi dada esta quinta-feira por João Azevedo, que no dia 17 de janeiro foi reconduzido no cargo de presidente do Conselho Regional do Centro. O socialista salientou que tal medida deverá entrar em vigor no primeiro semestre deste ano.

"Esta é uma excelente novidade", disse Azevedo à agência Lusa, revelando que essa garantia lhe foi hoje comunicada pelo executivo de António Costa, na sequência de negociações que decorriam desde a semana passada entre a autarquia, a PSA e os ministérios da Economia e do Planeamento e das Infraestruturas.

 

“Esta é uma decisão favorável às marcas, mas também uma boa novidade para as famílias que viajam neste tipo de veículos”, fabricados em Portugal ou noutros países, a qual “também se reflete no emprego e na economia”, referiu.

Esta confirmação surge após o alerta dado pelo grupo automóvel PSA, esta quinta-feira. Em conferência de imprensa, em Lisboa, Alfredo Amaral, diretor-geral do grupo, sublinhou que se o modelo de pagamento das portagens se mantiver anexado à altura dos veículos, poderia estar em causa o investimento na fábrica de Mangualde.

Segundo o diretor-geral, o futuro furgão comercial poderá chegar a um máximo de produção de 100 mil veículos anualmente, dos quais 20% no âmbito nacional, em 2019.

 

Comentários

Veja mais