Conheça a história com mais de cinco décadas do Porsche 911 Targa

  • Redação Autoportal
  • 6 jun 2020, 14:29

Primeiro modelo do Porsche Targa foi apresentado no Salão de Frankfurt de 1965

O Porsche 911 Targa é um dos modelos mais carismáticos da marca de Estugarda. Apresentado em setembro de 1965 no Salão Automóvel de Frankfurt, o conhecido modelo surgiu como algo completamente novo.

As suas características não se aplicavam a um puro cabriolet nem a um coupé, ou a uma berlina, mas sim algo inovador que permitia ser conduzido com o tejadilho e o óculo traseiro removidos, ou em alternativa com o tejadilho removido e o óculo traseiro rebatido.

O conceito Targa foi o sinal de partida para um tipo experiência de condução da Porsche totalmente diferente e que acabou por ser aplicado em todas as novas gerações 911, como em outros modelos da marca germânica, como o 914 ou Carrera GT.

Com o novo conceito, a Porsche respondia assim às cada vez mais exigentes normas de segurança norte-americanas para automóveis descapotáveis, contrariando as vozes que apelavam para que os descapotáveis fossem completamente banidos nos Estados Unidos.

Quando escolheu o nome para o modelo, a Porsche levou em consideração o seu sucesso na corrida italiana de Targa Florio desde meados dos anos 50 do século passado.

Em agosto de 1965, a Porsche patenteou o conceito Targa e, a partir do outono de 1966, o Targa juntou-se com sucesso à carroçaria coupé nas suas versões 911, 911 S e 912.

A partir do final do verão de 1967, os modelos Targa passaram a oferecer a possibilidade de serem equipados com um óculo traseiro fixo e aquecido em vidro no lugar do óculo rebatível em plástico. Esta solução passou a ser de série um ano mais tarde e manteve-se como uma caraterística do Targa até 1993.

O Targa manteve-se como uma opção na gama para a segunda geração do 911, nos modelos série G produzidos a partir do final do verão de 1973. Pela primeira vez, a carroçaria do 911 foi substancialmente modificada, apresentando um para-choques com proteções de impacto em preto nas laterais, em linha com a nova legislação norte-americana.

No entanto a sua aparência foi alterada já que o arco Targa em aço escovado passou a estar disponível em preto. Mesmo quando o 911 SC cabrio foi incluído na gama, em janeiro de 1983, e um Porsche voltou a poder ser conduzido totalmente a céu aberto.

No outono de 1988 surgiu a terceira geração do icónico modelo desportivo, a Porsche lançou então o primeiro 911 com tração integral, o 911 Carrera 4 (964). A clássica forma da carroçaria do 911 manteve-se, mas com cerca de 85% de peças novas.

Apenas um ano depois, uma variante com a clássica tração traseira ficou também disponível na forma do 911 Carrera 2, que chegou nos três tipos de carroçaria: Coupé, Cabriolet e Targa.

O 911 Carrera 2 Targa e o 911 Carrera 4 Targa, produzidos até 1993, continuaram a contar com o clássico arco e a secção central do tejadilho removível. Foram produzidas 87.663 unidades do modelo Targa nas primeiras três gerações do 911.

A quarta geração do 911 foi lançada no outono de 1993 em combinação com um novo design para a carroçaria e um novo conceito Targa, que surgiu em novembro 1995. Pela primeira vez no 911, os guarda-lamas dianteiros eram mais largos e significativamente mais planos. Já os guarda-lamas traseiros surgiam igualmente mais largos e seguiam em linha para a traseira. Juntamente com diversos aperfeiçoamentos no motor e chassis, a geração 993 levou a ideia Targa numa direção completamente nova, sem o conhecido arco.

O tejadilho, produzido com vidro temperado escurecido, a partir da frente em direção à traseira, era agora englobado numa estrutura longitudinal de segurança. Dividido entre segmentos móveis eletricamente, o vidro corria suavemente com o pressionar de um botão e era recolhido atrás do óculo como se tratasse de um tejadilho retrátil.

A nova solução reduziu o ruído do vento e proporcionava um habitáculo solarengo quando o tejadilho era fechado.

Em 1997 a Porsche apresentou a quinta geração 911 com o 911 Carrera (996), um modelo que surgiu completamente redesenhado, equipado pela primeira vez com motores boxer de seis cilindros refrigerados a água. O Targa ficou disponível a partir de dezembro de 2001 ao lado do Coupé e do Cabriolet.

O 911 Targa apresentou então um tejadilho em vidro de operação elétrica, com uma área de superfície de mais de 1,5 metros quadrados. Nunca a Porsche tinha apostado em tanta superfície vidrada num modelo 911. O novo Targa foi também o primeiro 911 a oferecer um vidro traseiro que pode ser elevado, o que permite aceder facilmente ao compartimento de arrumação traseiro com 230 litros de capacidade para pastas, malas ou outras bagagens.

Em setembro de 2006 a Porsche revelou o 911 Targa da sexta geração 911, a 997. Um modelo que tem o mesmo design de tejadilho do seu antecessor, mas com uma adicional e prática tampa traseira. Contudo, a utilização de um vidro especial permitiu reduzir o peso em 1,9 kg e as duas barras em alumínio polido, colocadas ao longo dos rebordos do tejadilho, foram especialmente cativantes. Adicionalmente, o 911 Targa estava então disponível em duas variantes de tração integral – o 911 Targa 4 e o 911 Targa 4S.

Em setembro de 2011, chegou a sétima e totalmente redesenhada geração do 911, mas a versão Targa só fez a sua estreia em janeiro de 2014, surgindo como um clássico moderno com o seu inovador tejadilho.

A clássica ideia Targa foi combinada com sucesso, pela primeira vez, com a conveniência de um tejadilho topo de gama. Como no lendário Targa original, o novo modelo apresentava a caraterística barra alargada no lugar dos pilares B, uma secção de tejadilho móvel sob os bancos dianteiros e um óculo traseiro envolvente sem pilar C.

Mas ao contrário dos modelos clássicos, o tejadilho é aberto e fechado no Targa com o pressionar de um botão. O sistema de tejadilho totalmente automático oculta os seus elementos atrás dos bancos traseiros. Este novo 911 Targa representou uma inovadora edição do clássico de 1965.

RELACIONADOS

Porsche revela o 911 Targa 4S Heritage Design Edition

Novo Porsche 911 Targa apresenta duas versões e mais potência

Porsche pensa nos puristas e dá caixa manual aos 911 Carrera S e 4S

Syberia RS é um Porsche 911 pensado para o todo-o-terreno

COMPUTADOR DE BORDO

Saiba como deve circular em rotundas de forma correta

Fique a saber como são as novas cartas de condução

Descontos nas portagens das ex-Scut de Algarve e Interior vão até aos 55%

VEJA MAIS

MAIS LIDAS