PUB

Lamborghini Urraco: o coupé V8 comemora 50 anos

  • Redação Autoportal
Marca italiana produziu 776 unidades do veloz coupé com motor V8 

Um dos modelos mais carismáticos da Lamborghini, o Urraco, está a comemorar os seus 50 anos.

Apresentado há precisamente meio século no Salão de Turim de 1970, o Urraco destacou-se de imediato por introduzir soluções técnicas que eram deveras inovadoras para a sua época, graças ao contributo prestado pelo engenheiro Paolo Stanzani, o “pai” do Urraco no plano técnico, e então Diretor Técnico da Lamborghini.

Ao contrário dos modelos apresentado até à altura que contavam com um bloco V12, o Urraco surgiu com um motor V8 montado em posição central traseira e suspensões independentes, com estruturas MacPherson tanto na frente como atrás, no que constituiu uma estreia para um automóvel de produção.

Inicialmente apresentado com o V8 de 2,5 litros, capaz de disponibilizar 220 cv de potência às 7.800 rpm, e de permitir alcançar uma velocidade máxima de 245 km/h, o Urraco exibia a dupla novidade de um motor de 8 cilindros com uma única árvore de cames à cabeça.

O refinamento técnico era complementado pela utilização de uma cabeça de cilindros com câmara do tipo Heron, com secção interior plana e a câmara de combustão inserida numa depressão na parte superior do pistão.

Outra das novidades para a Lamborghini eram os quatro carburadores Weber de duplo corpo do tipo 40 IDF1.

O sistema de produção do Urraco constituía igualmente uma inovação para a marca italiana, já que este modelo foi concebido, logo desde as etapas iniciais do projeto, para ser bastante menos artesanal do que o de outros modelos da Lamborghini.

A criação do Urraco foi atribuída a uma vontade expressa de Ferruccio Lamborghini, que ansiava por expandir a produção da empresa, e por lançar um modelo que fosse acessível a um público mais vasto, ainda que limitado.

Com 4,25 metros de comprimento, Urraco apresentava um interior altamente inovador em termos da configuração do painel frontal, bem como do posicionamento dos instrumentos e um volante côncavo.

Lançado na versão P250 em 1970, em que o “P” representava a colocação traseira (posterior) do motor, e 250 a capacidade do bloco V8 (2,5 litros), o Urraco viu surgir algumas evoluções durante os nove anos em que foi produzido.

Desta forma, em 1974 a Lamborghini apresentou o P200, com uma cilindrada reduzida de 1.994 cc e 182 cv de potência, destinada ao mercado italiano. Já em 1975 chegou a variante P300 com 2.996 cc e 265 cv de potência que foi produzida até 1979.

Ao longo dos 9 anos de produção, a Lamborghini colocou nas estradas 776 unidades do Urraco, tendo a versão apresentada no Salão de Turim, a P250, sido a mais comercializada com 520 unidades produzidas.

O conceito testado com êxito e trazido para o mercado pelo Urraco levou aos subsequentes modelos de oito cilindros, e aos mais recentes modelos de dez cilindros, como o Gallardo e o atual Huracán.

  • TEMAS:
  • Lamborghini

  • V8

  • Urraco

Veja mais