Moto2: luta pelo título entre Miguel Oliveira e Francesco Bagnaia passa por Aragão

  • Redação Autoportal
Miguel Oliveira (Lusa)
Miguel Oliveira (Lusa)

Com Miguel Oliveira e Francesco Bagnaia como candidatos ao título de Moto2, o papel de alguns atores secundários pode marcar a diferença nas seis rondas que faltam para o final do campeonato a começar já pelo GP de Aragão no próximo fim de semana.

Francesco Bagnaia venceu em Misano e ganhou um novo alento na luta pelo campeonato, sendo certo que o italiano não esperava que Miguel Oliveira, que saiu do nono lugar da grelha, terminasse a corrida de São Marino na segunda posição.

Entre os dois pilotos existe agora uma diferença de oito pontos nas contas do campeonato e parece claro que os dois vão lutar pelo título até ao final da temporada, até porque o terceiro classificado está já 87 pontos da segunda posição

Os restantes pilotos do pelotão de Moto2, podem no entanto vir a assumir um papel preponderante nas contas pelo título. Brad Binder, pode ser um deles, já que o piloto sul-africano companheiro de equipa de Miguel Oliveira na KTM Ajo, ocupa a terceira posição com 119 pontos e está na frente de  Lorenzo Baldassarri (Pons HP40) que está a três pontos de Binder, enquanto Joan Mir (EG 0,0 Marc VDS) é quinto a 5 pontos do sul-africano e Álex Márquez, que no inicio da temporada era apontado como candidato ao título, ocupa a sexta posição a 6 pontos do terceiro lugar.

Ora com a luta pelo terceiro lugar do campeonato também em aberto, é de prever que Bagnaia e Oliveira não tenham a vida facilitada até ao final da temporada.

Para além disso é bom não esquecer outros pilotos que nos últimos tempos tem vindo a revelar estar a passar por um bom momento. É o caso de Marcel Schrotter (Dynavolt Intact GP) que em Misano se estreou no pódio e pode querer repetir o feito. Para além disso Luca Marini (Sky Racing Team VR46), companheiro de equipa de Bagnaia, já alcançou este ano três pódios e vai querer ajudar o seu colega de equipa a chegar ao título nas últimas corridas da temporada.

Apesar de tudo, Aragão é um circuito mais favorável a Miguel Oliveira que em 2017 alcançou a pole position e terminou a corrida na terceira posição, enquanto Francesco Bagania foi 12.º.

Comentários

Veja mais