Portugal terminou em sexto  nos Six Days Enduro

  • Redação Autoportal
Luis Oliveira (FMP)
Luis Oliveira (FMP)

Portugal terminou a edição 2018 dos Six Days Enduro (ISDE) que decorreu na  localidade chilena de Viña Del Mar, com um sexto lugar da classificação geral.

Na derradeira jornada, onde se realizou apenas a especial final e grandes possibilidade de subir na classificação colectiva a 'armada lusa' atacou a derradeira especial, desenhada junto a uma praia e onde o vento se juntou ao piso arenoso, com o objectivo de conseguirem boas prestações na despedida da América do Sul.

Objectivos alcançados para Luís Oliveira que depois de liderar destacado as primeiras três voltas das oito da corrida reservada à categoria E1 foi vitima de uma queda e fechou no quinto posto para assegurar a sexta posição final na classe. Já Rodrigo Belchior fechou a sua estreia na maratona na 19ª posição depois de ter sido 16º  na derradeira especial da competição.

Na categoria E2 Rui Gonçalves queria aproveitar toda a sua experiência do motocross para discutir a corrida mas uma queda logo na primeira volta e o descanso de uma outra moto a 'prender' a roda dianteira da sua máquina deixou o piloto português bastante atrasado, acabando por terminar na 14ª posição para ser 10º na sua estreia nos ISDE. Diogo Ventura foi 20º neste derradeiro dia e globalmente fechou a prova na 18ª posição.

Gonçalo Reis foi o único luso na categoria E3 e despediu-se de mais uma presença nos ISDE com a 20ª posição, sendo 11º nas contas finais da classe.

Já nas Senhoras, a equipa portuguesa terminou na sexta posição final, com Joana Gonçalves a mostrar que não esqueceu a sua passagem pelos Nacionais e Mundial de Motocross e recebeu a bandeira de xadrez na quarta posição e no 12º posto na classificação final. Rita Vieira terminou na 13ª posição da classificação final feminina e Bruna Antunes na 19ª.

A próxima edição dos Six Days Enduro que terá lugar em 2019 e realiza-se em Portugal, em Portimão.

Comentários

Veja mais