Christian Horner: "Pedi ao Verstappen para preservar o motor nas voltas finais"

Max Verstappen (Lusa)
Max Verstappen (Lusa)

Max Verstappen foi o homem da corrida no GP da Rússia ao realizar uma brilhante recuperação, depois de ter partido do último lugar da grelha para terminar na quinta posição.

O piloto da Red Bull que esteve na liderança da  corrida,  apenas realizou a troca de pneus a 12 voltas do final e acabou o GP da Rússia atrás de Kimi Raikkonen que foi quarto.

Christian Horner, responsável pela equipa da Red Bull na Fórmula 1, revelou agora que que tomou a decisão de manter Verstappen em quinto lugar impedindo que atacasse o quarto posto de Kimi Raikkonen nas últimas voltas para evitar problemas com a unidade de potência.

"Foi verdadeira lamentável termos de parar para mudar de pneus, mas, é obrigatório. Depois quando o Max entrou na pista escolhemos preservar o motor para as próximas corridas e garantir a quinta posição ", afirmou Horner à «Sky».

Para Horner a "incrível" recuperação de Verstappen revelou que a Red Bull tinha um carro na Rússia, que poderia ter lutado com Mercedes e Ferrari pelo pódio se os pilotos da equipa não tivessem largado do final da grelha.

"Acho que tivemos um carro realmente competitivo neste fim de semana. Penso que poderíamos ter estado na luta pelo pódio. Mas conseguimos um bom resultado e temos dois motores na manga para as últimas cinco corridas", acrescentou Christian Horner.

Comentários

Veja mais