Paulo Gonçalves vence Desafio Inca

Paulo Gonçalves (Honda)
Paulo Gonçalves (Honda)

O piloto português, Paulo Gonçalves (Honda), venceu este domingo o Desafio Inca, prova da Dakar Series que teve lugar no Peru, depois de ter sido o vencedor da terceira e última etapa com partida e chegada no mesmo local, na região de Ica, com um total de 200 quilómetros cronometrados.

Gonçalves que revelou um ritmo forte e sem erros ao longo da etapa, cruzou a linha de chegada com o melhor tempo do dia, 1h55m08s, relegando para a segunda posição Toby Price (KTM) que terminou a 2m2s do português da Honda, enquanto Sam Sunderland foi terceiro a 2m16s.

Nas contas finais, Paulo Gonçalves alcançou a vitória na frente de Mathias Walkner, em KTM, que foi segundo a 2m51s do piloto português, enquanto o norte-americano Andrew Short (Husqvarna) que partiu para a derradeira etapa na liderança da prova caiu para o terceiro lugar a 8m24s de Paulo Gonçalves.

“Terminamos da melhor forma este importante teste aqui no Peru, o Desafio Inca. Correu muito bem porque alcançamos a vitória nesta prova”, revelou Paulo Gonçalves no final da etapa.

O piloto português, terceiro a partir para a pista na etapa deste domingo, lembrou ainda que esperava dificuldades nesta derradeira tirada. “A minha posição de saída poderia complicar as coisas, mas Kevin Benavides fez um bom trabalho a abrir a pista e fui capaz de manter um bom ritmo de forma a que os mais diretos adversários não conseguissem chegar na minha roda. Estou feliz por mim e pela equipa”, acrescentou Paulo Gonçalves

O Desafio Inca é uma prova pontuável para as Dakar Series, de preparação do Rali Dakar, que terá lugar em janeiro, no Peru e por isso Paulo Gonçalves lembrou ainda que apesar da forte concorrência nesta prova, “o importante ainda está para vir e não podemos relaxar”.

Nota ainda para Joaquim Rodrigues (Hero) que terminou a etapa deste domingo  em 18.º, a 33m06s do vencedor. O piloto de Barcelos, que no sábado sofreu uma queda que deixou uma lesão nas costas e o obrigou a abdicar da segunda parte da etapa, concluiu a prova no 28.º lugar, com uma penalização acumulada de 57 horas.

Comentários

Veja mais