MotoGP: Márquez não acredita numa rivalidade Senna-Prost na Honda

  • Redação Autoportal
Jorge Lorenzo e Marc Márquez (Imagem MotoGP)
Jorge Lorenzo e Marc Márquez (Imagem MotoGP)

Pentacampeão de MotoGP, Marc Márquez, revelou agora que não teme qualquer tipo de relacionamento conturbado com Jorge Lorenzo, o seu novo companheiro de equipa na Honda.

A entrada de Lorenzo na equipa nipónica tem levado o paddock a antecipar alguns conflitos entre os dois pilotos espanhóis e Alberto Puig, responsável pela equipa da Honda, já admitiu que vai ser um “desafio” a gestão da personalidade dos dois pilotos.

Márquez também nega a possibilidade de a Honda viver nos próximos dois anos uma rivalidade como aquela que viveu a McLaren com Ayrton Senna e Alain Prost em 1988 e 1989 no campeonato do mundo de Fórmula 1.

"É claro que em pista vamos lutar para conquistarmos o título, estou certo que vamos querer estar na frente e dar 100%. Mas fora da pista somos companheiros de equipa. Até agora tivemos grandes lutas na Áustria e em Brno, e sempre com uma relação profissional”, sublinhou Márquez

O atual campeão do mundo de MotoGP sublinhou ainda que Lorenzo é mais maduro e experiente e acrescentou que espera ter como o seu novo companheiro de equipa uma relação idêntica aquela que tem com Andrea Dovizioso.

"É claro que o Jorge tem mais experiência, mas dentro da pista a situação é diferente. Já fora da pista podemos ter um bom relacionamento, como o que tenho com Andrea Dovizioso", acrescentou Márquez.

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais