GP da Austrália: Maverick Viñales acaba com a seca de vitórias da Yamaha

  • Redação Autoportal
Maverick Viñales (Reuters)
Maverick Viñales (Reuters)

Maverick Viñales colocou este domingo um ponto final no jejum de vitórias da Yamaha que durava já há 25 corridas, ao vencer o GP da Austrália. O piloto espanhol da Yamaha esteve rápido ao longo de toda a corrida e mostrou que a marca nipónica está de novo no rumo das vitórias.

Na largada brilhou Danilo Petrucci, que fez um grande arranque mas na curva dois acabou por sair largo e deixar o seu companheiro de equipa, Jack Miller, no comando da corrida seguido por Marc Márquez que largou da pole position.

Mas Miller cometeu um um erro e Márquez subiu a primeiro com Andrea Iannone a aproveitar e a subir ao segundo lugar. Pouco depois era a vez de Andrea Dovizioso ascender ao segundo lugar.

O pentacampeão do mundo, Marc Márquez esteve na frente da corrida até à quarta volta, altura em que o espanhol da Honda comete um erro que foi rapidamente aproveitado por Dovizioso para tomar de assalto a liderança da corrida, enquanto Márquez caia para terceiro atrás de Iannone.

Na volta seguinte e à entrada para a curva 1, Johann Zarco, que estava em modo recuperação, não evitou um forte toque com Márquez e o piloto francês sofria uma violenta queda e  deixava danos na Honda do espanhol, que acabou por abandonar.

Maverick Viñales que largou para a corrida do segundo lugar da grelha, surgia então na luta pela liderança e não tardou que o piloto espanhol da Yamaha assumisse a liderança com Valentino Rossi em segundo e Dovizioso em terceiro. Atrás de Dovizioso surgia o surpreendente Álvaro Bautista que mostrava poder lutar com o Dovizioso, pelo lugar mais baixo do pódio.

Com cinco pilotos a animarem a luta segunda posição: Rossi, Dovizioso, Bautista, Iannone e Miller, o espanhol da Yamaha estava a ser o mais rápido em pista e começava a fugir dos seus perseguidores.

Vinales chegou a ter uma vantagem de 3,7s para o segundo classificação, vantagem essa que foi caindo nas últimas voltas e assim à entrada para a última volta, o piloto da Yamaha estava apenas a 1,7s de Iannone que mostrava um bom ritmo no final da corrida e encurtava a distancia para o líder.

Contudo, Maverick Viñales, acabou por vencer a corrida, o que não conseguia desde o GP de França de 2017. O piloto da Yamaha deixou Andrea Iannone na segunda posição a 1,543s, enquanto Andrea Dovizioso ocupou o lugar mais baixo do pódio, na frente de Alvaro Bautista, Alex Rins e Valentino Rossi que foi sexto.

Com estes resultados, Andrea Dovizioso conquistou uns preciosos pontos a Valentino Rossi na luta pelo segundo lugar do campeonato.  A próxima ronda do campeonato é o GP da Malásia que terá lugar no dia 4 de novembro.

Classificação do GP da Austrália de MotoGP

 

Veja aqui o Filme da corrida

 

Comentários

Veja mais