Valentino Rossi: "A idade não conta e não sei se este será o último contrato"

  • Redação Autoportal
Valentino Rossi (Reuters)
Valentino Rossi (Reuters)

Piloto italiano deixa a possibilidade de continuar a correr no MotoGP depois de 2020

Valentino Rossi vai completar 40 anos de idade em fevereiro e prepara-se para iniciar a sua 19.ª temporada na categoria rainha do mundial de velocidade de motociclismo.

O piloto italiano da Yamaha não vence uma corridas desde junho de 2017 em Assen e em 2018 viu a Yamaha falhar claramente o desenvolvimento da M1.

Apesar disso, Rossi lembrou agora que a idade não conta e que continua a trabalhar para regressar ao lugar mais alto do pódio, tendo renovado a sua ligação à Yamaha por mais dois anos.

"Cada vez que sou derrotado, alguém me diz que tenho de deixar o MotoGP, é uma situação engraçada já que tenho escutado essas palavras nos últimos dez anos. A verdade é que a idade é apenas números e não contam. Por isso não sei se este será o meu último contrato como piloto", afirmou Rossi em entrevista à «Speedweek».

O piloto italiano não esconde que 2018 foi um ano complicado. "Temos que continuar a trabalhar e a desenvolver a moto para sermos competitivos em todas as pistas. É por isso que os testes de inverno são muito importantes", acrescentou o nove vezes campeão do mundo.

Valentino Rossi continua à procura de alcançar o seu décimo título, algo que para muitos é visto como algo difícil de alcançar pelo piloto italiano. No entanto Rossi lembrou que não é a conquista de mais um títulos que o faz correr.

"É claro que alcançar outro título mundial era importante. Mas a verdade é que gosto das corridas e gosto de fazer o que faço e depois sim, gosto de ganhar corridas", acrescentou o piloto da Yamaha.

VEJA TAMBÉM:

  • TEMAS:
  • MotoGP

  • Valentino Rossi

  • Yamaha

Veja mais