GP de Abu Dhabi: Hamilton leva tudo na última corrida época

  • Redação Autoportal
Lewis Hamilton (Lusa)
Lewis Hamilton (Lusa)
Mundial de Fórmula 1 de 2019 termina com o campeão do mundo a ganhar

A temporada de 2019 da Fórmula 1 chegou neste domingo ao fim com a consagração de Lewis Hamilton como campeão do mundo a fazer-se com o piloto inglês da Mercedes a obter tudo o que podia no GP de Abu Dhabi: Hamilton obteve a pole position, ganhou a Corrida com a volta mais rápida e fechou o Mundial com um recorde de pontos.

Max Verstappen foi o segundo classificado e confirmou o terceiro lugar final no campeonato de pilotos à frente de Charles Leclerc, que foi o terceiro a cortar a meta no Circuito Yas Marina. O Ferrari saiu para a Corrida, porém, com uma investigação cujo resultado ficou aprazado para depois devido a discrepâncias entre o combustível declarado e o detetado no carro.

Indiferente a isso, Leclerc foi um dos que partiram bem para as últimas 55 voltas da temporada. Hamilton também. O campeão do mundo saiu bem da pole position para manter a liderança até final. Verstappen também não saiu mal, mas demorou a ter os pneus a funcionar e foi ultrapassado ainda na primeira volta pelo monegasco.

No final da grelha, partiu Valtteri Bottas em resultado da penalização por ter trocado de motor. Com uma unidade de potência a estrear na última corrida da época esperava-se o que aconteceu: o finlandês a correr em recuperação para se chegar à frente.

A impossibilidade de os pilotos usarem o DRS até cerca das 20 voltas teve no finlandês um dos mais afetados, pois demorou mais do que estava à espera. A sair de último, Bottas partiu logo com pneus duros colocando-se num plano à parte para a estratégias das paragens nas boxes.

Na frente, Sebastian Vettel partiu com médios enquanto os Mercedes, os Red Bull e o seu companheiro de equipa saíram com médios, mas os dois pilotos da Ferrari acabaram por passar na box na mesma volta (nas duas paragens que fizeram).

Hamilton e Verstappen só fizeram uma troca, quando se chegava ao meio da corrida e forma até ao fim com os duros – a mesma estratégia, mas com andamentos diferentes. Hamilton rodou sempre com a sua liderança resguardada por uma vantagem que foi confortavelmente cimentando desde a partida. Verstappen acabou por recuperar o segundo lugar com partiu passando como quis por Leclerc para assegurar o pódio do campeonato.

Com os dois primeiros lugares bem definidos, foram os quatro seguintes que ficaram por decidir entre as três principais equipas. Bottas conseguiu ficar a morder os calcanhares de Leclerc lamentando-se pela falta de DRS que não lhe permitiu chegar lá mais cedo. Vettel superiorizou-se a Alexander Albon.

No segundo pelotão que se sucedeu, foi o primeiro a chegar cortando a meta no sétimo lugar que ganhou em pista a Lando Norris e ganhando também ao piloto da McLaren o décimo lugar no campeonato. Mas a equipa de Woking ficou com razões para sorrir quando Carlos Sainz Jr. na última volta ultrapassou Nico Hulkenberg (na sua despedida da F1) e conseguiu o ponto que lhe deu o sexto lugar do Mundial.

O melhor estreante da época acabou por ser Albon, mas, nas marcas que vão fazer a história desta época brilhar, os holofotes têm de voltar a ser virado para Hamilton, pois quando cortou a meta após uma prova exemplar, o inglês atingiu desde logo a 50.ª corrida a ganhar partindo da pole.

Campeão do mundo nos Estados Unidos, a duas provas do final, Hamilton terminou o campeonato com o recorde de 413 pontos. Nesta corrida consagração no Yas Marina, do inglês e da campeã Mercedes, a festa foi feita com tudo o que havia para ganhar.

O Filme da Corrida

Classificação do GP de Abu Dhabi:

Classificação final do Mundial de Pilotos:

1. Lewis Hamilton (Mercedes), 413 pontos

2. Valtteri Bottas (Mercedes), 326

3. Max Verstappen (Red Bull), 278

4. Charles Leclerc (Ferrari), 264

5. Sebastian Vettel (Ferrari), 240

6. Carlos Sainz Jr. (McLaren), 96

7. Pierre Gasly (Toro Rosso/Red Bull), 95

8. Alexander albon (Red Bull/ToroRosso), 92

9. Daniel Ricciardo (Renault), 54

10. Sergio Pérez (Racing Point), 52

11. Lando Norris (McLaren), 49

12. Kimi Raikkonen (Alfa Romeo), 43

13. Daniil Kvyat (toro Rosso), 37

14. Nico Hulkenberg (Renault), 37

15. Lance Stroll (Racing Point), 21

16. Kevin Magnusse (Haas), 20

17. Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo), 14

18. Romain Grosjean (Haas), 8

19. Robert Kubica (Williams), 1

20. George Russell (Williams), 0

Classificação final do Mundial de Equipas:

1. Mercedes, 739 pontos

2. Ferrari, 504

3. Red Bull, 417

4. McLaren, 145

5. Renault, 91

6. Toro Rosso, 85

7. Racing Point, 73

8. Alfa Romeo, 57

9. Haas, 28

10. Williams, 1

Na resolução que se seguiu à Corrida sobre o carro de Leclerc, a classificação com o terceiro lugar do monegasco ficou homologada e a Ferrari foi punida com uma multa.

[artigo atualizado às 19h15]

  • TEMAS:
  • AO VIVO

  • F1

  • Formula 1

Veja mais