Sainz: “Não seria fracasso nem deceção não pontuar na Austrália”

  • Redação Autoportal
Carlos Sainz Jr. (Lusa)
Carlos Sainz Jr. (Lusa)

Piloto espanhol diz que ainda é cedo para formar expetativas

Carlos Sainz Jr. ainda não sabe indicar qual o ponto em que está o McLaren MCL34 no arranque dos segundos testes de pré-época de Fórmula 1 e, apesar dos bons resultados na primeira ronda, não garante que os carros de Woking arranquem a pontuar na Austrália – e não faz disso um drama.

“Não seria um fracasso nem uma deceção não pontuar na Austrália. Seria um início normal. Pode ser que não pontuemos na primeira corrida, seja qual for a razão, mas é muito cedo. O que precisamos é de melhorar durante a temporada”, disse o espanhol numa citação do ‘Motorsport.com».

O espanhol, por enquanto, mostra reserva quanto a grandes expetativas decorrentes da semana passada: “Não sei em que estágio estamos. Nos testes, pode haver diferenças enormes por causa do peso, do pneu ou da configuração do motor, então se ganha ou se perde um décimo, meio segundo ou até um segundo”.

Sainz dá explicações para as melhorias, mas não sem antes deixar de puxar dos seus galões: “Era fácil ser melhor do que a McLaren anterior, mas tínhamos de ir lá e fazê-lo.” “E, para que se consiga, é preciso uma mudança de mentalidade e de filosofia. Um reinício, com aprendizagem e autocrítica. E foi o que aconteceu com a McLaren no ano passado. Por isso estivemos melhor nos testes do que em 2018”, explicou o espanhol.

Nesta segunda-feira, a McLaren partilhou a estreia de Sainz com o MCL34 em Barcelona.

  • TEMAS:
  • Carlos Sainz Jr

  • McLaren

  • Fórmula 1

Veja mais