Leclerc: “É triste ver a Ferrari tão lá para baixo”

  • Redação Autoportal
Charles Leclerc (Lusa)
Charles Leclerc (Lusa)
O SF1000 está com falta de andamento e ficou para trás nos tempos

O primeiro dia de Treinos Livres para o GP da Bélgica de Fórmula 1 deixou a Ferrari no fundo da tabela de tempos. E se os TL1 da manhã ainda podiam deixar algumas dúvidas quanto ao desempenho, os TL2 da tarde confirmaram que o andamento do SF1000 está mesmo por baixo, como lamentou Charles Leclerc.

O monegasco foi o melhor da equipa, mas acabou a quase 1,7 segundos de Max Verstappen – o mais rápido do dia – e Sebastian Vettel ficou mesmo atrás de George Russell com os dois Ferrari a intercalarem com os Williams nesta altura do fim de semana.

Leclerc assumiu que foi “um dia muito difícil”, admitindo que foi “uma surpresa estar tão atrás, especialmente nos TL2”. “Experimentámos muitas coisas nos TL2”, explicou o piloto revelando que o carro “está nesta altura em défice de andamento” e, por isso, “é preciso trabalhar muito para recuperar”. “Mas não espero milagres”, frisou em declarações no site da F1.

“Não é uma boa sensação e é muito triste ver a Ferrari tão lá em baixo”, confessou Leclerc acrescentando que os maiores problemas deste momento estão com “o equilíbrio” do carro e que é “imprevisível” saber como será o restante fim de semana.

  • TEMAS:
  • Charles Leclerc

  • Ferrari

  • Gp belgica

Veja mais