António Maio: “Estar inteiro numa prova destas é uma vitória”

  • Redação Autoportal
António Maio
António Maio

António Maio ficou pela oitava etapa da edição de 2019 do Rali Dakar, mas o piloto português não fica pelo lamento do abandono a dois dias do final. O militar da GNR destaca a evolução que teve como piloto porque se não fosse o motor da sua Yamaha a partir, o percurso tinah sido sempre «a subir»:

“’Estar inteiro’ numa prova destas é uma vitória. Fazer oito etapas do Rali Dakar tão exigente e sem quedas foi muito bom para mim. Evolui muito como piloto, sem dúvida alguma, ao longo destas oito etapas. Também sinto que me fui sentindo cada vez mais à vontade na navegação. Estou feliz com a minha prestação até aqui.

Os resultados das etapas estão à vista, fomos sempre evoluindo na classificação. O nosso objetivo de terminar o Dakar não foi conseguido porque o motor da mota partiu quando estávamos nas dunas e não havia mesmo nada a fazer, mas como eu referi, saímos daqui de cabeça erguida. Fizemos o nosso trabalho sem cometer erros e, por isso, só posso estar feliz.”

Veja mais