Joaquim Rodrigues: “Consegui atacar desde o primeiro quilómetro”

  • Redação Autoportal
  • 4 jan, 16:13
Dakar (Lusa)
Dakar (Lusa)

Piloto português da Hero venceu a terceira etapa do Dakar

Joaquim Rodrigues não esconde que se sente “extremamente feliz”, por ter ganho a terceira etapa do Dakar, mas o piloto português frisa que “ainda falta muito Dakar” para pensar em objetivos mais altos do que os que tem neste momento.

O primeiro é terminar e, depois, ver em que lugar chega mesmo ao fim. Por enquanto, o piloto da Hero está no 17.º lugar da geral e o momento é o de desfrutar da estreia a ganhar no Dakar; que aconteceu para si e para a sua equipa.

PUB

“Estou extremamente feliz com a forma como o dia terminou. Apesar de a etapa ter sido realmente rápida, com muitas dificuldades, alternando dunas com pistas, consegui atacar desde o primeiro quilómetro”, referiu Joaquim Rodrigues à sua assessoria em declarações veiculadas pela Lusa.

O português destacou que “a Hero Rally 450 portou-se muito bem” agradecendo à equipa “todo o esforço” e o investimento em si: “Os dois combinados conseguimos alcançar a primeira vitória no Dakar.”

Em declarações à «CNN Portugal», o piloto português contou que no final da etapa ainda “não tinha noção de que tinha ganho”. “Sabia que tinha feito um bom tempo. No final, mostraram o tempo e estava à frente dos que tinham terminado, mas tinha pilotos atrás e não sabia o que eles iam fazer. No posto de controlo vi que tinha ganho”, explicou

PUB

“Esta vitória veio dar uns lugares à frente na classificação, mas também vamos largar em primeiro lugar [nesta quarta-feira]. Vamos perder algum tempo, mas o tentar perder menos possível”, lançou em relação à próxima etapa.

PUB

E, de forma mais alargada, no que respeita ao final da prova, o piloto português mantém-se prudente: “A minha ambição é a mesma: vim para terminar e só depois é que posso pensar num resultado.”

“É uma corrida tão longa que temos de evitar os problemas para terminar. Somos muitos pilotos a andar muito depressa e recuperar é difícil. Eu tenho vindo a recuperar, mas ainda falta muito Dakar. Só o facto de conseguir terminar já é uma grande vitória”, concluiu.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Dakar: Joaquim Rodrigues vence a 3.ª etapa

Dakar: Loeb ataca Al-Attiyah e muda o líder nas motos

Dakar 2022 vai começar: das etapas aos portugueses passando pelos candidatos

Miguel Barbosa regressa ao Dakar: “É altura de procurar outros voos”

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS