Ricciardo: "Se for um bom espetáculo, todos vamos querer voltar a Portugal"

Manuel Luís Goucha e Vasco Palmeirim

Piloto australiano já deixou a promessa de que pode haver o 'shoey'

Daniel Ricciardo está de volta ao Autódromo Internacional do Algarve, mas, desta vez, para se estrear na Fórmula 1. E o piloto australiano da Renault acredita que esta pode ser a primeira de várias, pois, numa conversa exclusiva para os jornalistas portugueses, assumiu que o nosso país tem muitas "hipóteses" de se tornar uma etapa regular do 'Grande Circo'.

O atual quarto classificado do Mundial admite que a F1 continuar a ter Portugal no calendário "vai depender da corrida de domingo", mas tambem que esta prova "vai atrair as atenções" e que "todos os pilotos vão gostar de fazer a corrrida" nesta "pista muito bonita".

"Se for um bom espetáculo, todos vamos querer voltar, é uma boa hipótese", reforçou Ricciardo esperando "uma boa qulificação" e "uma boa corrida".

O australiano de 31 anos assume-se "muito entusiasmado" por voltar a Portimão, pois a última vez no Autódromo Internacional do Algarve (AIA) foi num Fórmula 3, "há 11 anos". Já são alguns anos e Ricciardo confessa que isso "não será grande vantagem", que vai ter de "decorar o circuito outra vez". Mas pensa também que "vai ser parecido com Mugello", onde neste ano teve a corrida de que mais gostou.

Ricciardo espera, assim, um circuito "muito físico", do qual gosta especialmente da Curva 1 pela descida muito rápida.

Na última corrida, o piloto da Renault conseguiu o seu melhor resultado da época com o terceiro lugar. Se a obtenção do primeiro pódio do ano foi "um alívio", melhor do que isso poderá trazer muito mais. E, se for a vitória, vai-se beber o champanhe pela bota: "Se eu ganhar, podem ter a certeza de que vamos ter o shoey".

Muito popular entre o pelotão e entre os adeptos, o australiano espera que o seu país volta a estar no calendário da F1 2021, pois "perder o gramde prémio de casa é una pena". "Tenho fé que no próximo ano haja [GP da Austrália], seja o primeiro do calendário ou outro. Espero que voltemos", admitiu Ricciardo.

RELACIONADOS

Ocon e a Fórmula 1 em tempos de covid-19: "Tem sido duro"

MotoGP em Teruel e a Fórmula 1 em Portimão: todos os horários

GP de Portugal terá 600 militares da GNR para fazer a segurança da prova

DGS revela regras para assistir ao GP de Portugal de F1

GP de Portugal: Governo confirma lotação máxima de 27.500 espetadores

COMPUTADOR DE BORDO

Fique a saber como são as novas cartas de condução

Descontos nas portagens das ex-Scut de Algarve e Interior vão até aos 55%

Largue o telemóvel: conheça as alterações ao Código da Estrada

VEJA MAIS

MAIS LIDAS