Félix da Costa assume responsabilidade: “Peço desculpa, eu cometi um erro”

  • Redação Autoportal
Alexander Sims e António Félix da Costa
Alexander Sims e António Félix da Costa

O ePrix de Marraquexe da Fórmula E foi uma desilusão para a BMW, pois, quando os dois carros da equipa lideravam a Corrida, os dois pilotos embrulharam-se ao lutar pela primeira posição e desperdiçaram a hipótese de conseguir uma dobradinha.

A equipa preferiu lamentar o sucedido a atribuir responsabilidades aos seus pilotos, mas o português António Félix da Costa assumiu a responsabilidade do choque entre os dois carros fazendo o seu «mea culpa» em declarações para a FE.

“Primeiro do que tudo, pedir desculpa à equipa, eu nunca estive nesta situação antes. Peço desculpa. O Alex [Sims] foi fantástico hoje. Eu cometi um erro. Lutámos [pela posição], eu bloqueei [as rodas], não consegui fazer a curva, como consequência ele também bloqueou. Peço desculpa.

Para ser honesto, eu devia ter-lhe dado a corrida mais cedo. Ganhámos a primeira corrida, devia ter ficado mais do que satisfeito com a segunda posição hoje. É um ano longo. Claramente, o resultado de hoje não é o que vai dar-nos a vitória no campeonato. Aprendemos com isto para ficarmos mais fortes.”

Alexander Sims preferiu também centrar-se na aprendizagem dos erros que se comete mais do que atribuí-los ao seu companheiro de equipa:

“Foi uma tremenda infelicidade terminar assim, não é o que ninguém nem a equipa queria. Todos cometemos erros em gerir esta situação, precisamos de aprender e voltar mais fortes.

[Não estava frustrado atrás do António). Podia ver que os carros atrás estavam a apanhar-me e a certa altura senti que precisava de fazer a minha jogada. Mas o caminho que todos tomámos foi errado. Por isso, precisamos de aprender e seguir em frente.”

O diretor da equipa, Roger Griffiths, frisou também que o que a BMW quer fazer com esta Corrida é realçar o bom desempenho dos carros e não fazer responsabilizações individuais dentro de um trabalho de equipa que elogia.

“A frustração e o desalento estão cá, mas o que precisamos de reconhecer é o esforço de todos nesta equipa para colocar-nos nessa posição de liderar a corrida e ter o segundo lugar.

Mostrámos que somos fortes em Riade, Estávamos muito fortes aqui, era uma grande oportunidade para nós. Ninguém deve ser responsabilizado. Somos uma equipa, festejámos todos juntos em Riade, lamentos todos juntos aqui em Marrocos. Vamos para a próxima corrida em Santiago [do Chile] mostrar que somos fortes. Somos todos amigos e apenas estamos frustrados por não termos os dois lugares do pódio.”

Comentários

Veja mais