F1: GP de Portugal tem o apoio da FIA e só falta a assinatura do contrato

  • Redação Autoportal
  • 11 fev 2021, 17:46
Lewis Hamilton (Lusa)
Lewis Hamilton (Lusa)

Prova portuguesa do mundial de F1 está prevista para 2 de maio

Federação Internacional do Automóvel (FIA) anunciou esta quinta-feira a intenção de o GP de Portugal entrar no calendário de 2021 da categoria rainha do desporto automóvel.

A prova está prevista para 2 de maio, sendo desta forma a terceira ronda da temporada, mas para a sua realização falta ainda assinar o contrato com o promotor e a decisão ser aprovada pelo Conselho Mundial do Desporto Automóvel.

PUB

Em comunicado após a primeira reunião ‘online' da Comissão de F1, a FIA revela ter "a intenção de preencher a posição em branco do calendário, no dia 2 de maio com uma corrida em Portugal", ressalvando, contudo, que "o acordo final ainda está sujeito ao contrato com o promotor", acrescenta a nota da FIA.

Caso se confirme, será o 18.º GP de Portugal, segundo consecutivo, depois do regresso a território nacional em 2020 após 24 anos de ausência do campeonato.

Em 2020, a corrida, que teve lugar no Autódromo Internacional do Algarve (AIA), que receberá a prova deste ano, foi ganha pelo britânico Lewis Hamilton (Mercedes), que assim se tornou no piloto com mais vitórias na história da modalidade, ultrapassando as 91 do alemão Michael Schumacher.

PUB

Na reunião de hoje, a comissão de F1 decidiu ainda aumentar de 25 para 30 os dias de testes aos pneus, e congelar o desenvolvimento de novos motores entre o início de 2022 e 2025.

Continuar a ler

RELACIONADOS

F1 dá luz verde para o GP de Portugal em maio

F1: GP de Portugal foi o segundo mais visto de 2020

F1: Hamilton e Mercedes renovam contrato e criam fundação conjunta

F1: Hamilton e Mercedes renovam contrato e criam fundação conjunta

COMPUTADOR DE BORDO

Veja como deve circular nas rotundas de forma correta (ciclistas também)

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

VEJA MAIS

MAIS LIDAS