Falta de combustível obriga ao adiamento de prova do Nacional de Enduro

  • Redação Autoportal
Campeonato Nacional de Enduro
Campeonato Nacional de Enduro

Prova estava prevista para a Lousã mas foi adiada devido à escassez de combustível

A Federação de Motociclismo de Portugal (FMP) adiou esta quarta-feira a quarta ronda do campeonato nacional de enduro, marcada par sexta-feira e sábado, na Lousã, devido à “escassez de combustível” provocada pela greve dos motoristas de matérias perigosas.

“Efetivamente, existe no nosso país uma rotura de combustível, o que afeta diretamente todo o desenrolar da prova. Julgamos assim que não estarão reunidas as condições mínimas para pilotos e meios de socorro se poderem deslocar para a quarta ronda do campeonato nacional de enduro”, revelou a FMP em comunicado.

A comissão de enduro da FMP acrescenta que vai anunciar brevemente uma nova data para a realização da quarta das seis etapas do campeonato.

A greve dos motoristas de matérias perigosas, que começou às 00:00 de segunda-feira, foi convocada pelo Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), por tempo indeterminado, para reivindicar o reconhecimento da categoria profissional específica.

  • TEMAS:
  • FMP

  • A Federação de Motociclismo de Portugal

  • Campeonato Nacional de Enduro

Veja mais