WRC: Teemu Suninen é o novo líder do Rali da Suécia e Ogier está fora

  • Redação Autoportal
Teemu Suninen (Reuters)
Teemu Suninen (Reuters)
Piloto da M-Sport assumiu o comando da prova nas últimas especiais do dia

O segundo dia do Rali da Suécia foi bastante animado com vários pilotos a passarem pela liderança da prova ao longo das sete especiais cronometradas que compunham o que restava da primeira etapa.

Ott Tänak (Toyota) assumiu o comando do rali logo na primeira especial desta sexta-feira, com o piloto estoniano a impor um ritmo forte e liderar a prova até ao final da manha.

As condições do piso começaram por apresentar neve e gelo pela manhã, um cenário tipicamente sueco. Mas a segunda passagem dos concorrentes foi feita já com a neve derretida, o que deixou o piso mais solto, provocando diversos incidentes.

Desta forma nas quatro especiais da tarde a animação foi maior, já que Tänak perdeu o comando do rali na quinta especial da prova para o seu companheiro de equipa Jari Matti Latvalla, que logo na especial seguinte viu Teemu Suninen (Ford) chegar ao topo da classificação, aproveitando a melhor posição na estrada face aos seus rivais.

O piloto da M-Sport esteve mais rápido nas especiais da tarde, acabando por chegar ao comando da prova a duas especiais do final do dia, relegando para o segundo lugar Ott Tänak que está a 2 segundos de Suninen, depois de ter aproveitado um erro de Latvala na última especial do dia, que ao bater num banco de neve acabou por perder muito tempo para recolocar o carro na estrada.

"É incrível. Realmente fizemos um grande trabalho, especialmente ao conseguir evitar os erros. O objetivo de toda a gente é ser rápida, mas temos de nos lembrar que ainda faltam dois dias, em condições difíceis, e tenho de me concentrar na minha condução", sublinhou Sununen no final da oitava especial.

A terceira posição é ocupada por Andreas Mikkelsen (Hyundai) que está a 15,8s da liderança, na frente de Elfyn Evers (Ford) que é quarto a 28,6s do topo da classificação, enquanto Esapekka Lappi (Citroën), que foi o mais rápido na última especial do dia, fecha o top cinco a 42,0s de Teemu Suninen.

Já Thierry Neuville (Hyundai), que partiu para este segundo dia do Rali da Suécia na liderança da prova é sétimo a 52,7s do líder da prova. 

Neuville fez dois piões durante o dia e danificou a aerodinâmica do seu carro. "À tarde, mais parecia um rali de terra do que em neve", lamentou o belga da Hyundai.

Este segundo dia do Rali da Suécia ficou no entanto marcado pelo abandono de Sébastien Ogier. O piloto francês da Citroën saiu de estrada na sexta especial, batendo num banco de neve numa zona sem público acabando por perder muito tempo para recolocar o carro na estrada não terminado as duas últimas especiais desta sexta-feira.

“É sempre complicada a segunda passagem pelos troços da manhã. Eu bati num banco de neve e fiquei preso, mas como não havia espectadores naquela zona tive de correr cerca de um quilómetro para pedir ajuda. Amanhã estarei de regresso, mas já não temos muito para fazer neste fim de semana. Vou sair na frente no sábado o que vai dificultar as coisas ", sublinhou Ogier.

Apesar do atraso para a liderança da prova, Ogier regressa no sábado em Rali 2, mas sem qualquer hipótese de lutar pela vitória nesta segunda ronda do mundial de ralis.

Sábado os pilotos tem pela frente oito especiais que completam a segunda etapa do rali num total de 126,18 km ao cronómetro.

VEJA TAMBÉM:

  • TEMAS:
  • WRC

  • Teemu Suninen

  • Ford

Veja mais