Autódromo do Algarve está “em negociações” para voltar a receber a F1 já neste ano

  • Redação Autoportal
  • 2 mar, 16:02
GP de Portugal de F1 (Lusa)
GP de Portugal de F1 (Lusa)

Circuito de Portimão coloca-se na corrida para substituir o GP da Rússia

O Autódromo Internacional do Algarve (AIA) está na corrida para ser o palco que substituirá o GP da Rússia no calendário do Mundial de Fórmula 1 deste ano.

A corrida em Sochi, que tinha como data prevista o fim de semana de 25 de setembro, foi cancelada depois da invasão militar da Rússia à Ucrânia e o circuito de Portimão perfila-se agora como uma das opções para receber aquela que será a 17.ª prova do calendário.

PUB

“Há negociações. Nós já fizemos nos últimos dois anos o GP de Portugal de Fórmula 1. Estamos novamente a tentar trazer a Fórmula 1 para Portugal e vamos ver o que é possível. Estamos a trabalhar nesse sentido”, revelou Paulo Pinheiro, o CEO do AIA, em declarações à «CNN Portugal».

O CEO do AIA alertou, no entanto, que a localização geográfica de Portugal pode ser desvantajosa para as ambições nacionais relativamente aos países concorrentes nesta corrida.

A 17.ª prova do Mundial tem lugar após o GP de Itália (no fim de semana de 11 de setembro) e antes do GP de Singapura (2 de outubro). E Portugal pode ficar em desvantagem em relação à Turquia no que respeita à distância a que o campeonato, em 25 de setembro, ficará da corrida que se seguirá na Ásia.

PUB

“A nossa localização geográfica em termos logísticos é um fator contra porque, embora de Itália para aqui seja mais próximo do que de Itália para a Turquia, por exemplo – eu acho que [a Turquia] talvez seja o nosso maior concorrente –, se olharmos para a prova seguinte, a Turquia fica muito mais próximo. Logisticamente, será muito mais fácil do que Portugal para esse circuito”, explicou Paulo Pinheiro.

PUB

Portugal tentará receber em Portimão o Mundial de Fórmula 1 pelo terceiro ao consecutivo. O campeonato começa no fim de semana do próximo da 20 deste mês de março com o GP do Bahrain.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Fórmula 1 cancela o GP da Rússia

F1: Haas tira patrocínio russo do carro no último dia em Barcelona

Vettel recusa-se a correr o GP da Rússia de F1: “Não vou”

Autódromo Internacional do Algarve vai receber 14 corridas em 2022

F1: Hamilton deixa Verstappen a 6 décimos de distância no final dos testes de Barcelona

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS