F1 em Portugal depende “de público ou de apoio do Governo”

  • Redação Autoportal
  • 5 fev, 08:15
Manuel Luís Goucha e Vasco Palmeirim
Autódromo Internacional do Algarve (Lusa)

Ni Amorim pede apoio às autoridades para manter a F1 a passar por Portugal

O regresso da Fórmula 1 a Portugal em 2021 está dependente de "haver público" ou, "não podendo haver público, de um apoio do Governo", afirmou o presidente da Federação Portuguesa de Automobismo e Karting (FPAK).

Em declarações à Agência Lusa nesta quinta-feira, Ni Amorim adiantou que o prazo para uma tomada de decisão em relação à possibilidade de haver prova, prevista para o início de maio, está ainda em cima da mesa.

"Era até final do mês [de janeiro] que tinha de se tomar uma decisão, que foi prorrogada para meados de fevereiro. A questão continua a prender-se com haver ou não público, o que nesta altura é difícil prever", frisou o responsável federativo.

Ni Amorim admitiu que "é preocupante" haver notícias de circuitos alternativos para acolher a prova de 2 de maio, que se pretende seja realizada em Portugal: "Há muitos países que querem a Fórmula 1. Temos de lutar e fazer o nosso papel e as autoridades devem colaborar connosco para nos abrir uma janela de esperança. E ver se é possível organizar a prova sem público, mas com apoio do Estado."

Em 12 de janeiro de 2021, como escreve a Lusa, a página oficial da F1 na Internet iniciou um processo de pré-venda de bilhetes para o GP de Portugal, sem confirmar a prova, no mesmo dia em que a organização do Mundial reviu o calendário.

O campeonato, que vai arrancar uma semana depois do previsto, no Bahrain, em 28 de março, tem em aberto a data da terceira corrida do ano, em 2 de maio, sendo que a página do ‘site’ na secção para venda de bilhetes aceita registos de interesse em ingressos para o GP de Portugal de 2021 ressalvando que está sujeito a confirmação.

O calendário revisto e apresentado a 12 de janeiro pela Liberty Media, organizadora do Mundial, prevê um número recorde de 23 provas, entre 28 de março, no Bahrain, e 12 de dezembro, em Abu Dhabi.

Em 2020, a Fórmula 1 regressou a Portugal pela 17.ª vez, após 24 anos e pela primeira vez no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, após as alterações ao calendário motivadas pela pandemia de covid-19.

RELACIONADOS

Jorge Viegas: tem “esperança” na presença de público no MotoGP em Portimão

Oficial: Portimão volta a receber o GP de Portugal de MotoGP

F1: Mercedes apresenta o carro de 2021 em março

WEC: Albuquerque começa a defesa do título em Portimão

COMPUTADOR DE BORDO

Saiba como deve circular em rotundas de forma correta

Fique a saber como são as novas cartas de condução

Descontos nas portagens das ex-Scut de Algarve e Interior vão até aos 55%

VEJA MAIS

MAIS LIDAS