F1: Verstappen vence GP de Espanha cheio de incidências e é o novo líder do Mundial

  • Redação Autoportal
  • 22 mai, 15:42
Max Verstappen (Lusa)
Max Verstappen (Lusa)

Dobradinha da Red Bull em dia para esquecer para a Ferrari

Max Verstappen venceu neste domingo o GP de Espanha e é o novo líder do Mundial de Fórmula 1 à passagem da sexta prova, que foi cheia de incidências.

Sergio Pérez ficou no segundo lugar para dar a dobradinha à Red Bull e o terceiro lugar foi para o Mercedes de George Russell num dia para esquecer para a Ferrari.

PUB

Com Charles Leclerc a sair da pole position e a manter o Ferrari na liderança à frente do Red Bull #1 na partida, as incidências começaram logo na primeira volta, com um toque entre Kevin Magnussen (Haas) e Lewis Hamilton a atirar o Mercedes do inglês para a cauda do pelotão.

Carlos Sainz já tinha partido mal e os problemas para a Ferrari aumentaram quando o espanhol saiu na Curva 4 e ainda se afastou mais da frente da corrida deixando o seu companheiro de equipa sem ‘ajudas’.

Verstappen não só teve problemas com o seu DRS como também saiu na mesma curva e Leclerc ganhou uma distância segura sobre o neerlandês, com Russell e Pérez pelo meio. Mas à volta 27 foi a vez de o Ferrari do monegasco ceder numa incidência que mudou totalmente o rumo de uma corrida: a tranquilidade deu lugar à desistência.

PUB

Russell passou a ser o segundo líder da corrida, com a Red Bull a começar a deliear a estratégia para vencer, de preferência por Verstappen; de preferência com uma dobradinha. Ainda antes do meio da corrida, Pérez passa o inglês da Mercedes para ser o terceiro líder da prova.

Com estes dois na frente a envolverem na luta pela posição as idas à box para trocas de pneus, Verstappen torna-se pela primeira vez o quarto líder diferente da corrida. Quando o campeão do mundo faz a sua troca de pneus com vista ao ataque às últimas duas dezenas das 66 voltas, a Red Bull toma a decisão que faltava.

PUB

Verstappen regressou à pista entre Pérez e Russell e a ordem da Red Bull foi a de que o neerlandês passasse para a frente do mexicano. E as decisões quanto ao vencedor ficavam tomadas.

Com os Mercedes a melhorar, Russell não deixou fugir o pódio e ficou mais uma vez à frente de Hamilton (e também do Ferrari de Sainz) – mas, desta vez, era difícil pedir mais ao heptacampeão britânico, pois chegou ao quinto lugar vindo de penúltimo para onde caiu na primeira volta. Logo a seguir a Hamilton ficou Valtteri Bottas que, depois de um fim de semana que não começou bem para o seu Alfa Romeo, colocou o seu ponto final no sexto lugar.

PUB

Classificação do GP de Espanha:

Classificação do Mundial de Pilotos:

Classificação do Mundial de Construtores:

1 Red Bull, 195 pontos

2 Ferrari, 169

3 Mercedes, 120

4 McLaren, 50

5 Alfa Romeo, 39

(...)

O Mundial de F1 prossegue já na próxima semana com o GP do Mónaco.

Continuar a ler

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS