Lewis Hamilton: “Não sinto como se esta fosse a última temporada"

  • Redação Autoportal
  • 25 mar, 19:33
Lewis Hamilton
Lewis Hamilton

Heptacampeão do mundo de Fórmula 1 reconhece que o W12 não é atualmente o monolugar mais rápido da grelha

O heptacampeão do mundo de Fórmula 1, Lewis Hamilton, revelou esta quinta-feira duvidar que 2021 seja o seu último ano na competição

Falando aos jornalistas na antevisão ao GP do Bahrain, primeira prova da temporada que terá lugar no fim de semana, o piloto britânico reconhecer que não sabe se está ou não preparado para parar.

PUB

“Atualmente, não sinto como se esta fosse a última temporada. Temos essas mudanças no regulamento, que vão entrar em vigor no próximo ano, e que são entusiasmantes. Mas esta também pode vir a ser emocionante, temos novas equipas, formatos, está tudo mais próximo. Não me sinto como se estivesse no final, mas só nos próximos oito meses saberei se estou preparado para parar ou não. Não creio que esteja, pessoalmente, mas quem sabe”, afirmou Lewis Hamilton.

O campeão do Mundo em título que procura este ano ultrapassar número de títulos mundiais de Michael Schumacher, assumiu-se “totalmente comprometido” com a Fórmula 1, depois de a sua continuidade ter sido colocada em causa durante vários meses.

PUB

Apesar de assegurar o “entusiasmo” com a nova temporada, que arranca este fim de semana, Hamilton reconhece que o carro da escuderia liderada por Toto Wolff “não é atualmente o mais rápido” da grelha de partida.

“Estamos na melhor forma possível, considerando que só tivemos três dias de testes”, concluiu Lewis Hamilton.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Começam o MotoGP e a F1: os horários do primeiro grande fim de semana do ano

Vídeo: Lewis Hamilton conta como é o Mercedes-AMG Project One

F1: Hamilton e Mercedes renovam contrato e criam fundação conjunta

COMPUTADOR DE BORDO

Saiba como deve circular em rotundas de forma correta

Fique a saber como são as novas cartas de condução

Descontos nas portagens das ex-Scut de Algarve e Interior vão até aos 55%

VEJA MAIS

MAIS LIDAS