GP de Itália: Charles Leclerc devolve a Ferrari às vitórias em Monza

  • Redação Autoportal
Charles Leclerc (Associated Press)
Charles Leclerc (Associated Press)
Ferrari não vencia em Monza desde o GP de Itália de 2010

Charles Leclerc terminou com seca de vitórias da Ferrari no GP de Itália, onde a equipa de Maranello não vencia desde 2010.

O piloto monegasco alcançou este domingo a sua segunda vitória consecutiva no campeonato, e sucede a Fernando Alonso, que foi o último piloto a vencer em Monza para a equipa italiana.

Depois de ter garantido a pole position no sábado, Leclerc era este domingo a grande esperança dos fãs da Ferrari para voltarem a sorrir no seu Grande Prémio e o monegasco não desiludiu.

Na largada, Leclerc disparou na frente levando na sua roda os dois pilotos da Mercedes, com Valtteri Bottas (Mercedes) a surpreender Lewis Hamilton (Mercedes), mas o britânico rapidamente subiu a segundo lugar.

O holandês Max Verstappen (Red Bull) partiu a asa dianteira do seu monolugar no arranque, sendo obrigado a passar pelas boxes.

Os três da frente dispararam com um andamento forte, enquanto Sebastean Vettel (Ferrari), à passagem da sexta volta, sofreu um peão e quando voltou à pista, acabou por tocar em Lance Stroll.

O piloto da Racing Point, também não esteve bem já que depois do toque que sofreu de Vettel regressou à pista e tocou em Pierre Gasly (Toro Rosso).

Vettel e Gasly acabaram penalizados e o alemão ficava afastado da luta pelo pódio logo nas primeiras voltas.

Na frente da corrida, Charles Leclerc mostrava que tinha mais ritmo que os dois Mercedes, numa altura em que Hamilton revelava mesmo que o seu carro não tinha velocidade para chegar perto do Ferrari, nomeadamente nas retas.

O britânico da Mercedes foi o primeiro a entrar nas boxes para a troca de pneus à passagem da 20.ª volta, acabando por regressar à pista no quarto posto.

Na volta seguinte foi a vez de Leclerc, que no regresso à pista acabou por sair na frente de Hamilton, numa excelente operação da Ferrari.

Leclerc tinha então de se defender dos ataques de Hamilton, que à passagem da volta 23 tentou ultrapassar o monegasco, com o piloto da Ferrari a fechar a porta, com estrondo, numa manobra que levou a Direção de Corrida a mostrar um ‘cartão amarelo’, a bandeira negra e branca, a Leclerc.

A incerteza pela vitória mantinha-se e Bottas depois de trocar de pneus rapidamente regressou ao terceiro lugar. Com um ritmo forte o finlandês tudo fazia para chegar aos dois da frente.

Na luta pela liderança da corrida, Hamilton não desarmava e acabou por pagar um preço alto, já que os pneus do seu Mercedes acabaram por apresentar um desgaste elevado, o que levou o piloto britânico a cometer um erro na volta 41, ao sair em frente na primeira curva, perdendo assim o segundo lugar para Valtteri Bottas, que estava nesta fase da corrida mais rápido que Hamilton.

Bottas era agora a nova ameaça de Charles Leclerc, mas tal como o seu companheiro de equipa, o piloto finlandês não tinha potência suficiente para conseguir ultrapassar o Ferrari de Charles Leclerc e para além disso os pneus do seu Mercedes não aguentaram o ritmo elevado da corrida de Monza, o que levou Bottas a cometer dois erros nas voltas finais.

Desta forma, Charles Leclerc venceu o GP de Itália e conquistou a sua segunda vitória consecutiva, Bottas foi segundo na frente de Hamilton, enquanto os dois pilotos da Renault, Daniel Ricciardo e Nico Hulkenberg, fecharam o top cinco desta 14.ª ronda do mundial, com Ricciardo a alcançar o melhor resultado da temporada para a equipa francesa. 

Nas contas do campeonato, Lewis Hamilton soma agora 284 pontos, mais 63 do que Bottas, que é segundo, e 99 face ao holandês Max Verstappen (Red Bull), terceiro e que terminou o GP de Itália na oitava posição, depois de ter saído do último lugar da grelha.

Já Charles Leclerc, com a vitória deste domingo é agora quarto do campeonato com 182 pontos, tendo ultrapassando o seu companheiro de equipa, o alemão Sebastian Vettel que é quinto com 169 pontos.

A próxima ronda do campeonato é o GP de Singapura que terá lugar a 22 de setembro.

Classificação do GP de Itália

“Filme da Corrida.”

 

 

  • TEMAS:
  • Fórmula 1

  • GP de Itália

  • Monza

Veja mais