António Félix da Costa:" Podia ter feito mais alguns pontos"

  • Redação Autoportal
António Félix da Costa (BMW)
António Félix da Costa (BMW)

António Félix da Costa (BMW) perdeu este sábado a liderança do campeonato de Fórmula E depois de ter sido nono classificado no ePrix de Roma, sétima prova da temporada.

O piloto português terminou a 30,651 segundos do vencedor, o neozelandês Mitch Evans (Jaguar), caindo para o segundo lugar do Mundial, a um ponto do novo comandante, o belga Jerôme D'Ambrosio (Mahindra), que foi oitavo.

Félix da Costa partiu do 12.º lugar depois de ter de integrar o primeiro grupo da qualificação, por ser líder do campeonato.

"Confesso que não estou contente, na qualificação, fiz o meu trabalho e fui mais rápido do que os meus adversários diretos, mas já sabemos que o grupo 1 encontra sempre a pista mais lenta", explicou o piloto português da BMW i Andretti.

Félix da Costa ganhou duas posições no arranque, subindo ao décimo posto. Contudo, a prova viria a ser interrompida devido a um acidente do argentino José María López (Geox Dragon).

No recomeço, o português subiu mais dois lugares depois de uma luta intensa com o alemão (Geox Dragon), durante a qual acabaria por perder um lugar para o brasileiro Lucas di Grassi (Audi).

"Senti claramente que tinha andamento para passar o Gunther e ir para a luta do ‘top 5’, mas os pilotos que se encontram fora da luta do campeonato defendem posições de forma exageradamente agressiva, e demorei muito tempo a conseguir passá-lo, sendo que no meio desta luta ainda perdi posição para o Di Grassi", acrescentou Félix da Costa.

O português considerou que poderia "ter feito mais alguns pontos ", sublinhando que continua "na luta do campeonato e há que manter o foco e preparar da melhor maneira a corrida de Paris, já daqui a 15 dias".

Após o ePrix de Roma, António Félix da Costa tem agora 64 pontos, menos um que D'Ambrosio que é o novo líder do campeonato.

Veja mais