ePrix do México: Félix da Costa foi 2.º numa corrida de loucos

  • Redação Autoportal
António Félix da Costa (BMW)
António Félix da Costa (BMW)

Numa corrida de forte emoções o piloto português da BMW somou o segundo pódio da temporada

António Félix da Costa (BMW) terminou o ePrix da Cidade do México, quarta ronda da temporada, na segunda posição depois de uma corrida de loucos, onde a vitória acabou por sorrir a Lucas Di Grassi em cima da linha da meta

O piloto português da BMW que largou da quinta posição da grelha, consegui manter o lugar até à quinta volta, altura em que um acidente entre Nelson Piquet Jr (Jaguar) e o francês Jean-Eric Vergne (DS Techeetah),  levou à interrupção da corrida e ao abandono do brasileiro.

No retomar da corrida Pascal Wehrleim (Mahindra) que saiu da pole, acabou por voltar a assumir o comando da prova trazendo atrás de si os dois carros da Nissan, enquanto Félix da Costa voltava a ocupar o quinto lugar.

Sem alterações na frente da corrida, os cinco primeiros rodavam juntos e nas últimas voltas ficou claro que Sébastien Buémi e o seu companheiro na Nissan, Oliver Rowland não iriam chegar ao final da corrida devido a uma gestão incorreta da energia do carro, acabando assim por ficar pelo caminho na última volta.

Com o erro dos homens da Nissan, António Félix da Costa subia ao terceiro lugar, mas com a meta à vista foi a vez de Pascal Wehrleim perder a liderança e permitir que Lucas Di Grassi conquistasse a vitória na quarta ronda da prova, mesmo em cima da linha da meta.

Contudo Wehrleim, que sem energia no seu Mahindra acabou por cortar a meta na segunda posição, foi penalizado em cinco segundos por ter cortado uma ‘chicane’ quando lutava nas últimas voltas por manter o comando, acabando no sexto lugar, o que permitiu a Félix da Costa subir ao lugar do meio do pódio nesta quarta ronda da temporada, ao terminar a 0,436s de Di Grassi, enquanto Edoardo Mortara (Venturi) foi terceiro a 0,745s do vencedor, numa corrida cheia de emoção e incerteza.

"Tentámos tudo. Sabíamos que éramos rápidos e que tínhamos o carro mais equilibrado de todos", sublinhou o piloto português no final da corrida, ainda surpreendido por uma "última volta louca".

Já Jerôme D’Ambrosio (Mahindra) que terminou o ePrix da Cidade do México na quarta posição é o novo líder do campeonato com  mais sete pontos que António Félix da Costa que é agora segundo.

Classificação do Mundial de Fórmula E:

1.º  Jerôme D’Ambrosio, 53 pontos

2.º  António Félix da Costa, 46 pontos

3.º Sam Bird, 45 pontos

4. º Lucas di Grassi, 34 pontos

5.º  Pascal Wehrleim, 30 pontos

6.º André Lotter, 29 pontos

(...)

O Mundial de Fórmula E prossegue no próximo dia 10 março com o ePrix de Hong Kong.

  • TEMAS:
  • Formula E

  • António Félix da Costa

  • BMW

Veja mais