Vídeo e fotos: a nova Alpha Tauri apresenta o AT01 à Fórmula 1

  • Redação Autoportal
Nova equipa da F1 mantém muito da Toro Rosso e aumenta na ambição

A Alpha Tauri apresentou-se nesta sexta-feira ao mundo e à Fórmula 1 em concreto para o seu ano de estreia anunciando a sua nova era ocupando o lugar da anterior Toro Rosso.

A marca muda apresentando um carro novo na pintura, agora em tons de branco com um azul muito escuro e o desenho do novo patrocinador (uma marca de vestuário) que lhe dá nome o nome Alpha Tauri; a estrutura da equipa satélite da Red Bull mantém-se no desenvolvimento do monolugar.

O AT01 é o novo carro da Alpha Tauri, que mantém as instalações em Faenza e em Bicester, e que mantém pelo terceiro ano (depois dos dois primeiros da Toro Rosso) o motor de combustão Honda 1.600 cc V6 turbo com a tecnologia híbrida nos dois sistemas de recuperação de energia elétrica que geram potência adicional armazenada na bateria: o MGU-K recupera energia cinética da travagem e o MGU-H converte em energia os gases de escape do turbo.

Com o chassi feito em casa e a aerodinâmica trabalhada no seu túnel de vento, a Alpha Tauri mantém o trabalho de proximidade com a Red Bull Technology, em Milton Keynes, que fornece à Alpha Tauri, segundo revela Franz Tost, “o sistema hidráulico completo, as suspensões traseira e dianteira e a caixa de velocidades”.

O diretor da Alpha Tauri (que também era o da Toro Rosso) explica que “esta cooperação tem funcionado muito bem”, pois as partes fornecidas pela Red Bull – desde o ano passado também com o motor Honda – “melhoraram a fiabilidade”.

Com dois pódios e o sexto lugar no Mundial de Construtores em 2019, a Toro Rosso conseguiu o melhor resultado desde 2008. Tost, agora quer ainda mais para a Alpha Tauri.

“Estamos satisfeitos com as nossas conquistas, mas agora temos fome de mais, fizemos excelentes progressos na frente técnica e na forma como gerimos o fim de semana de corrida. Por isso, pretendemos ter isso por base para melhorar.”

Tost lembra, entretanto que 2020 “será um desafio especial para todas as equipas, pois precisarão de desenvolver dois carros por causa dos novos regulamentos para 2021”.

“Para equipas mais pequenas como a nossa, em termos de recursos e pessoal, será preciso encontrar o equilíbrio entre avançar no desenvolvimento do carro deste ano – o AT01 – e trabalhar no seu sucessor para 2021", frisou Tost.

A nova Alpha Tauri manterá como os dois piotos titulares o russo Daniil Kvyat e o francês Pierre Gasly, respetivamente, 13.º e 7.º classificados no último ano da Torro Rosso - sendo que o gaulês fez a primeira metade da época de 2019 com a Red Bull.

  • TEMAS:
  • Alpha Tauri

  • Franz Tost

  • Formula 1

Veja mais