Recordar: Mazda comemora os trinta anos da sua vitória nas 24h Le Mans

  • Redação Autoportal
  • 21 ago, 10:57

Já passaram 30 anos desde que a Mazda se tornou no primeiro construtor japonês a conquistar a vitória nas 24 Horas de Le Mans

Hoje em dia o domínio em Le Mans tem pertencido à Toyota, mas para as equipas japonesas nem sempre foi assim.

Numa edição da prova de resistência em que os holofotes estavam a incidir quase na totalidade na estreia dos dois Peugeot 905 e na participação dos quatro Mercedes C111, mas também na equipa da Jaguar que tinha vencido a edição anterior, foi a Mazda que acabou por subir ao lugar mais desejado do pódio na prova de 1991.

PUB

Depois de um início em 12º lugar, mas que depressa conquistou algumas posições no meio do pelotão, o Mazda 787B com o número 55 e o seu motor rotativo de 700 cavalos mantiveram um desempenho incrivelmente fiável e sem grandes problemas durante toda a prova, o que se traduziu numa fantástica consistência ao longo de todas as 24 horas.

O baixo peso que conhecemos de todos os modelos da Mazda não tinha o 787B como exceção e os seus 830 quilos, muito abaixo da tonelada da maioria dos seus rivais, conseguiram manter a velocidade média em prova acima dos 205 km/h.

No desenrolar destas intensas 24 horas de prova, a Peugeot acabou por enfrentar alguns problemas mecânicos e a apenas três horas do final, com o Mazda 787B na segunda posição da geral, também o Mercedes C111 que se mantinha na liderança acabou por desistir com uma avaria, fazendo com que a equipa da Mazda passasse para a primeira posição.

PUB

O motor rotativo do 787B manteve o seu fôlego e fiabilidade nos últimos momentos da prova, sendo que toda a equipa tinha em mente que este seria o último ano em que poderiam participar com este modelo, devido às novas alterações de regulamentos que estariam em vigor no ano seguinte.

PUB

No final das 24 horas, o Mazda 787B com o número 55, pilotado por Johnny Herbert, Volker Weidler e Bertrand Gachot poderia então comemorar a primeira vitória de um construtor japonês nas 24 Horas de Le Mans, mas também a de um motor rotativo, sendo esta a única vez que isso aconteceu até aos dias de hoje.

Na mesma edição de 1991, os outros dois Mazda presentes em prova também conseguiram bons lugares na tabela, com as honrosas sexta e oitava posição. Em sexto ficou o 787B com número 18, pilotado por Dave Kennedy, Stefan Johansson e Maurizio Sandro Sala, enquanto em oitavo ficou colocado o 787B com o número 56, de Pierre Dieudonné, Takashi Yorino e Yojiro Terada.

Esta foi a 14ª participação da Mazda nas 24 Horas de Le Mans, desde a sua estreia em 1974, mas foi também aquela que nos vai fazer recordar o Mazda 787B de cor laranja durante muito tempo. Depois destes primeiros 30 anos, há muitas outras decorações que já ficaram esquecidas, ao contrário desta, que também carrega uma história original e com uma vitória muito merecida.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Alpine faz história em Le Mans com Fórmula 1 a correr na pista principal

24h Le Mans: Pole Position para Félix da Costa em LMP2 com Kobayashi a garantir a geral

Todos os horários: 24h Le Mans no próximo fim-de-semana

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS