Miguel Oliveira experimenta carro de rali e deixa “portas abertas” para o futuro

Miguel Oliveira (imagem KTM Ajo)
Miguel Oliveira (imagem KTM Ajo)

Miguel Oliveira tornou-se embaixador da Hyundai Portugal e esteve no Circuito do Estoril para um evento que começou com a experiência de rodar com o i20 R5 de Armindo Araújo e terminou ao volante do I30 N da marca sul-coreana que vai passar a utilizar no dia a dia.

A experiência com o carro do atual líder do Campeonato de Portugal de Ralis impressionou o novo vice-campeão mundial de Moto2 ao ponto de Miguel Oliveira ter confessado que deixou as portas abertas a um futuro nesta especialidade das quatro rodas.

“É uma área que não domino na totalidade e todas as vezes que saímos da zona de conforto, a mim, pelo menos, causa-me alguma adrenalina. E é isso que encontrei aqui hoje: muita adrenalina”, confessou Miguel Oliveira em declarações que partilhou nas redes sociais.

O piloto português ficou “muito impressionado [com] o facto de como o carro curva, acelera, apesar de a velocidade não ser muita”, pois “a rigidez do carro dá uma sensação de que tudo se passa muito rápido”.

Perante a possibilidade de trocar mais tarde as duas pelas quatro rodas, Miguel Oliveira não disse que não: “É algo que me agrada. A minha paixão é competir, competir a alto nível. E neste momento faço-o no MotoGP e deixo as portas abertas para no futuro continuar com outro ramo de competição.”

Miguel Oliveira tomou o gosto ao volante e ganhou confiança, mas também não evitou um despiste sem consequências, como contou: “Após algumas voltas já dentro do troço comecei a sentir-me mais confortável com o carro. Num acesso ao troço, com pneus frios e a estrada muito escorregadia, com verdete e água, as rodas bloquearam e bati com o carro. Mas nada de grave. Eu estou bem e o carro parece que também está.”

Comentários

Veja mais