Lorenzo: “A ideia de me reformar deprimiu-me”

  • Redação Autoportal
Jorge Lorenzo (Lusa)
Jorge Lorenzo (Lusa)
Piloto espanhol recorda confissão feita quando pensava ficar sem equipa

Jorge Lorenzo colocou nas redes sociais uma confissão da depressão que sentiu quando começou a ter consciência que de a reforma do MotoGP era uma situação que passava a fazer parte da sua realidade.

A confissão foi feita em meados deste mês à «BT Sport» quando o piloto espanhol sabia que não iria continuar na Ducati e sem perspetiva de ter equipa para continuar na grelha de 2019 do MotoGP.

Lorenzo seguirá na categoria rainha ao serviço da Honda, ao lado do campeão mundial, Marc Márquez, e relembrou agora o momento difícil por que passou quando a reforma passou a ter de pensar na reforma.

“Apareceu na minha cabeça a ideia de sair e fiquei deprimido. Antes, imaginava isso e, em parte, sentia-me feliz e aliviado, pois não voltaria a sentir a pressão nem me lesionaria. Não esperava que o constatar que essa possibilidade pudesse concretizar-se me provocasse tanta tristeza. E foi assim.”

 

  • TEMAS:
  • Jorge Lorenzo

  • MotoGP

  • Reforma Lorenzo

Veja mais