MotoGP em Portugal: Governo disponível para “solução conjunta”

Miguel Oliveira
Miguel Oliveira
Executivo português dá sequência às declarações do presidente da FIM

O Governo assumiu a disponibilidade para encontrar uma “solução conjunta” para que o MotoGP regresse a Portugal em 2022, na sequência das declarações da véspera do português Jorge Viegas, o presidente da federação Internacional de Motociclismo (FIM).

Fonte oficial da secretaria de Estado do Turismo confirmou à Lusa que a “possibilidade de realização em Portugal do campeonato do mundo de motociclismo de velocidade (…) tem sido trabalhada pelo Autódromo Internacional do Algarve, em parceria com a secretária de Estado do Turismo, por via do Turismo de Portugal”.

“O Governo está disponível para participar numa solução conjunta, que permita a realização de grandes eventos internacionais, nomeadamente, através do fundo de captação de congressos e grandes eventos, gerido pelo Turismo de Portugal”, explicou a mesma fonte.

Aquela fonte governamental fez depender a concretização do objetivo anunciado pelo presidente da FIM da “candidatura ao referido fundo para o ano referido, sendo nessa altura analisadas as condições do mesmo para definição do envolvimento de cada parte”.

  • TEMAS:
  • MotoGP

  • Portugal

  • Governo

Veja mais